Por que os jogos são importantes para as crianças?

Por que os jogos são importantes para as crianças?

be.Living | Educação Bilíngue

12 Novembro 2015 | 13h28

percurso trilha Green trilha YB MATH Green 2013 (6)

Texto escrito pela Coordenadora da Educação Infantil do Colégio be.Living Joara Imparato Dal Prá

 

Porque auxiliam na aprendizagem de forma lúdica e as colocam frente a diversos desafios. Ao jogar, aprendem a levantar hipóteses, desenvolver estratégias, cooperar, decidir,  aguardar a sua vez,  arriscar,  seguir regras, lidar com a sensação de ganhar e perder,  conviver,  resolver problemas, entre outras aprendizagens significativas.

Na sala de aula, como estratégia metodológica para a aprendizagem matemática, podemos, por exemplo, explorar noções relacionadas à comparação de quantidades, quantificação, sequência numérica e operações.

Por isso, na be.Living, desde pequenos, nossas crianças são convidadas a participar de inúmeras situações lúdicas, que visam o desenvolvimento de diversas capacidades, e para que isso aconteça, jogos como o boliche, de trilha, dominó, jogo com dados, bola ao cesto, jogo do brigadeiro, entre outros, são bastante utilizados na Educação Infantil.

– Que tal praticar alguns desses jogos em casa?

Memória: para os pequenos, de 3 anos, a dica é começar com menos pares e com as peças viradas para cima. Conforme eles aprendem a jogar, você pode propor outros desafios, como por exemplo, virar as cartas para baixo.

Boliche: contar quantas garrafas foram derrubadas e tentar registrar, a sua maneira, esta quantidade, pode tornar o jogo mais desafiador.

Jogos de percurso: Para os pequenos, que tem por volta dos três anos, invista em trilhas menores, que estimulem o faz de conta, sem a marcação dos números. Utilize pequenos bonequinhos, animais, carrinhos no lugar de peões e apenas um dado. Eles adoram! Para os mais velhos, construa um jogo de trilha com eles. Recorte quadradinhos de cartolina coloridos, cole em algum suporte de papel e ajude a criança no registro da sequência numérica, mas deixe-o escrever. Se necessário deixe ao alcance alguma referência numérica, como por exemplo, um calendário, caso ele precise fazer alguma pesquisa.

Algumas dicas:

– Não basta jogar por jogar, é preciso ter disponibilidade e paciência;

– Crianças pequenas estão aprendendo a compartilhar, por isso nem sempre conseguem seguir regras;

–  Faça deste momento, uma experiência agradável.

É preciso valorizar aquilo que a criança faz e gosta de fazer: brincar e jogar!