Ferramentas gratuitas para o aprimoramento de professores de idiomas

Nathalia

18 de março de 2019 | 11h04

Não é segredo para ninguém que a rotina diária dos professores é corrida e atribulada. Preparar aulas, corrigir lições e provas, pesquisar conteúdos inéditos e manter a disciplina dos alunos em sala de aula são apenas algumas dessas tarefas rotineiras. Além disso tudo, ainda é importante que os profissionais renovem seus conhecimentos e acompanhem as transformações do mundo moderno. E, por fim, aqueles que lidam com o inglês, seja lecionando a disciplina ou utilizando o idioma como meio de comunicação para outras, precisam equilibrar o desenvolvimento da língua e da metodologia.

Diante disso tudo, a boa notícia é que cada vez mais o mercado vem disponibilizando ferramentas que podem auxiliar e ajudar no aprimoramento dos professores. O surgimento de tecnologias digitais voltadas para a área educacional e também a rápida democratização de aplicações e plataformas específicas gerou um movimento de revolução chamado de EdTech e é a partir daí que surgem essas ferramentas que podem auxiliar em uma série de demandas. Confira abaixo uma seleção:

•Para professores de todas as disciplinas:

1.The Digital Teacher
Quando o assunto é desenvolvimento digital o The Digital Teacher (https://thedigitalteacher.com/) é uma das plataformas mais indicadas. Para professores de todas as disciplinas que desejam se aprofundar em práticas digitais, mas que não sabem ao certo o seu ponto de partida, a plataforma pode ajudar e “dar um norte” para quem está começando.

Online e totalmente gratuita, ela convida o profissional a se autoavaliar levando em consideração a familiaridade com as tecnologias que surgem no ambiente da educação. Por meio de um teste composto por 53 questões é gerado um resultado chamado de Digital Framework que identifica o nível pessoal de habilidades (que vai do consciente ao expert em quatro variações) em seis competências-chave (mundo digital, sala de aula digital, professor digital, design da aprendizagem, entrega da aprendizagem e avaliação da aprendizagem), que abordam desde produtividade, aspectos legais e gerenciamento das informações, passando por metodologia, aperfeiçoamento do idioma e adoção de recursos, até colaboração, curadoria, plano de aula, integração entre canais de ensino e avaliação.

A partir desse panorama são indicadas sugestões de caminhos para o desenvolvimento profissional, que envolvem leituras, webinars, MOOCs, eventos, entre outros recursos, e também dicas práticas que podem ser adotadas com facilidade no dia-a-dia, como apps, sites e soluções em nuvem.

2.Education Labs
A Education Labs (https://education.microsoft.com/), plataforma criada pela Microsoft, é repleta de recursos que auxiliam na formulação de exercícios dentro de uma matéria. A plataforma é fácil e intuitiva de usar: o professor cria, por exemplo, um modelo de problema que os alunos precisam resolver e, automaticamente, a ferramenta gera uma série de exercícios que seguem a mesma lógica e o mesmo nível de dificuldade. Ela é ideal para a otimização do tempo e para a descoberta de conteúdos inéditos, além de ajudar na organização da aula. Entre as opções disponibilizadas há algumas grátis e outras pagas.

3.Google Classroom
Já para quem deseja levar o seu projeto educacional para o ambiente digital, o Google pode ajudar! A partir de um email do domínio é possível criar uma sala de aula virtual no Google Classroom (https://classroom.google.com/ineligible), adicionar os alunos também pelo endereço eletrônico e elaborar tarefas personalizadas com data de conclusão para que fique marcada na agenda compartilhada da turma. A entrega acontece por meio dos documentos anexos ou ainda pelos recursos possíveis, como o Forms, em que o professor pode fazer uma pergunta (dissertativa ou de múltipla escolha) e a resposta já fica automaticamente registrada. Tudo isso é gratuito e quem desejar maior controle, segurança e privacidade pode assinar uma licença de uso via o G Suite for Education.

•Para professores de inglês:

1.Write&Improve
O Write&Improve (https://writeandimprove.com/) é uma ferramenta online em que a pessoa escolhe um tema, escreve seu texto em inglês e submete a um sistema que retorna um feedback em segundos do que pode ser melhorado em termos de gramática, vocabulário e ortografia. A partir disso, o usuário pode refazer sua redação e submeter à correção novamente. O progresso é acompanhado em um gráfico que contabiliza a quantidade de vezes que o conteúdo foi reescrito e sua evolução em termos de nível, que segue os parâmetros internacionais do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR), que categoriza o domínio em níveis que vão do A1, considerado básico, até o C2, correspondente à proficiência plena.

A solução é uma aliada dos docentes na otimização do tempo, pois ao adotá-la para que os estudantes realizem suas atividades ele poupa as horas que seriam utilizadas na correção dos materiais e propicia que elas possam ser aplicadas de forma mais produtiva junto ao aluno para revisar o resultado individual e direcionar melhor as atividades de melhoria dos pontos de atenção de cada.

2.Weekly
O Weekly (https://weekly.cambridgeenglish.org/) é uma ferramenta que pode auxiliar a elaboração de planos de aula usando conteúdos elaborados pelos pesquisadores de Cambridge Assessment English sem nenhum custo e de forma instantânea. A partir da definição do nível de inglês pretendido (para ensinar ou aprender), do tempo disponível (quantidade de semanas e de horas por dia) e quais as habilidades que se pretende dar mais enfoque (elencadas em um ranking composto por leitura, compreensão auditiva, gramática, redação, e comunicação oral), o sistema elabora automaticamente um cronograma estruturado com materiais teóricos, dicas de webinars, games e outras aplicações, além da indicação de tarefas específicas que podem ser repassadas aos alunos.