Professores da USP podem deixar de dar mínimo de 8 horas semanais de aula

Renata Cafardo

11 Dezembro 2018 | 11h36

A Universidade de São Paulo (USP) pode aprovar hoje a retirada da exigência de que seus professores dêem, no mínimo, 8 horas de aula por semana. O Conselho Universitário, órgão máximo da instituição, está reunido nessa terça-feira para votar a proposta de alteração no estatuto docente.

Os críticos da ideia acreditam que, se for aprovada, deve haver diminuição de oferta de disciplinas e até de aumento de vagas na USP. A universidade é a mais conceituada instituição pública de ensino do País.

Atualmente, os professores têm a obrigatoriedade de dar, pelo menos, 8 horas semanais de aula, com preferência para disciplinas obrigatórias dos cursos de graduação.

A votação deve acontecer até as 14 horas.