Rotina de estudo e muita dedicação para enfrentar o Vestibular

Rotina de estudo e muita dedicação para enfrentar o Vestibular

Colégio São Luís Jesuítas

26 Outubro 2015 | 11h49

DSC_6067a
O Assessor Pedagógico Silvio Bedani, do Colégio São Luís, dá boas dicas de como se preparar para as provas:

Dividir o estudo por disciplinas ? Para os alunos que estão cursando a 3ª série do Ensino Médio é possível aproveitar o horário das aulas. Para os que se dedicam exclusivamente ao vestibular, é recomendável dividir as disciplinas por dias da semana:

. Português, Inglês e Espanhol, em um dia;

. Ciências Humanas (História, Geografia, Filosofia e Sociologia), no outro dia;

. Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia), para um terceiro dia;

. Matemática, para encerrar a maratona semanal.

Reservar um dia para uma atividade cultural é bastante saudável. Leia um dos livros de leitura obrigatória, assista a um filme relacionado a algum conteúdo das provas. No fim de semana, descanse! Tenha momentos de lazer e descontração, afinal, ninguém é de ferro!

 Participação em simulados ? Sem dúvida deve participar de simulados, mas tenha cuidado. Tudo que é exagerado perde o sentido. Estabeleça as suas prioridades: ENEM, Fuvest ou outros vestibulares. Faça simulados de diferentes instituições. Os cursinhos costumam oferecer simulados abertos e essas provas são geralmente mais difíceis do que as dos próprios vestibulares. Não se assuste com o resultado. Não desanime. O importante é estar sempre buscando um resultado melhor no simulado seguinte.

Horas diárias de estudo ? Não há uma regra que sirva a todos os candidatos. Para alunos mais organizados, duas boas horas diárias de estudo são suficientes. Rever as aulas do dia e fazer exercícios de aprofundamento do conteúdo estudado são ótimas estratégias.

Estudar resolvendo provas de vestibulares antigos ? É uma das estratégias mais inteligentes, uma vez que cada vestibular tem as suas peculiaridades e não costuma mudar muito de um ano para outro.

Redação e leitura ? Como qualquer outra habilidade, uma boa redação se desenvolve com treino. Mas não adianta “treinar” por conta própria. É importante ter alguém gabaritado para ler aquilo que você escreve. Às vezes, refazer vale mais do que sair escrevendo uma nova proposta a cada semana. Outra habilidade que exige muito treino é a leitura. Leia jornais, revistas e sites. Sem conteúdo, não adianta treinar a forma. Para conseguir fazer uma boa redação, é cada vez mais necessário ler com frequência e com qualidade.

DSC_6079a

Os estudantes nessa jornada

Os alunos do Colégio São Luís têm se dedicado aos estudos para passar nas universidades e cursos desejados. Mateus Franco, 17, 3º EM, se prepara para o desafio: vai prestar Medicina. Leu livros que ensinam como estudar e, seguindo algumas dicas, criou seu próprio cronograma. Estuda diariamente, das 7h às 21h, exceto dois dias da semana dedicados a prática do futebol e ao lazer.  “Divido os horários para cada disciplina, o que dá mais tempo para o cérebro assimilar o conteúdo. A cada 50 minutos de estudo, descanso 10 minutos para relaxar”. Em junho, Franco prestou três vestibulares, que serviram de base para analisar seu desempenho, além dos simulados realizados no Colégio São Luís, que o ajudaram no processo de aprendizagem e de autoavaliação. “Estudar para o vestibular é uma maratona e não uma prova de 100 metros. Precisa seguir a rotina rigidamente, controlar a ansiedade e o estresse, além de rever as matérias de acordo com as dificuldades encontradas”.

Oluwasheun dos Santos Calonge, 17 anos, 3º EM, prestará para Engenharia de Produção, na Universidade de São Paulo – USP ou na Federal de São Carlos. Calonge estuda fazendo provas de vestibulares de anos anteriores. “Depois das aulas no Colégio, que vão das 7h às 17h20, descanso por 20 minutos e vou para a biblioteca com um amigo para estudar. Revisamos as matérias mais densas, como história. Os professores tiram dúvidas e dão dicas, pontuando o que mais cai nas provas.”

Também tem se dedicado muito aos estudos os alunos do período noturno – é nesse período que o Colégio São Luís mantém um projeto social, concedendo bolsas de 100% a estudantes que vieram de escolas públicas. Beatriz Cosmo da Silva, 17, 3ºEM, prestará para Engenharia Química e Química. Sua rotina: começa estudando as matérias das aulas do dia e, depois, faz a revisão. “Assim fico organizada e com tudo atualizado.”

Sempre ajudando uma a outra, Luana Reis Silva, 17, e Maria Vitória Aparecida Oliveira Silva, 18, 3º EM, estudam juntas para o vestibular o dia todo, só param para almoçar. Luana vai prestar para Odontologia e Maria Vitória para Biomedicina. “Estudamos uma matéria por vez em um dia, e revisamos para não ficarmos perdidas”, diz Maria Vitória. As estudantes sempre participam dos testões do Colégio. “Os professores dão dicas e nos ajudam, passam exercícios extras. Estão sempre dispostos a sanar qualquer dúvida, sobretudo nas disciplinas em que temos mais dificuldades, como português”, diz Luana.

 

 

Mais conteúdo sobre:

estudosrotinaVestibular