CSL realiza XII SINU – Simulação Interna das Nações Unidas

CSL realiza XII SINU – Simulação Interna das Nações Unidas

Colégio São Luís Jesuítas

11 Setembro 2018 | 15h33

Evento reuniu alunos e antigos alunos em discussões sobre temas de interesse global

Entre os dias 31 de agosto e 02 de setembro, o Colégio São Luís promoveu pelo décimo segundo ano a SINU, Simulação Interna das Nações Unidas. Alunos do Ensino Médio do CSL, bem como antigos alunos e estudantes do Colégio São Francisco Xavier, estiveram reunidos para debater assuntos de relevância mundial.

Na cerimônia de abertura, o padre Carlos Contieri, Reitor do Colégio, declarou que “a SINU responde a um aspecto fundamental da pedagogia de inspiração inaciana: o debate de ideias com vistas a encontrar não somente a solução possível, mas a melhor solução para os problemas que afligem a humanidade”.

Como delegados dos países-membros da ONU, os jovens discutiram e analisaram diferentes questões comerciais, políticas, militares e humanitárias. O evento, totalmente organizado pelos alunos, teve cinco comitês funcionando simultaneamente, além do Comitê de Imprensa, responsável por registrar em fotos, vídeos e charges todos os trabalhos em andamento:

Conselho de Segurança – Guerra da Síria e intervenção militar

Conselho de Direitos Humanos – Liberdade de expressão: Diferenças culturais, repressão e mídia

Conselho de Segurança Histórico – Guerra ao Terror e a questão iraquiana

Organização Mundial do Comércio – Globalização e protecionismo: a nova ordem mundial

Conselho Econômico e Social – Crime organizado e suas implicações na economia.

“Os temas discutidos pelos comitês permitem aos alunos ver uma maior profundidade nas complexas discussões mundiais, além de expor a realidade do porquê são tão difíceis as disputas entre os interesses dos países”, explica Luísa Xavier, aluna da turma 3.2 e Secretária-geral da SINU.

Com a SINU o Colégio São Luís fortalece seu propósito de formar cidadãos globais, capazes de conhecer diferentes realidades e avaliá-las criticamente. Por meio do aprofundamento dos estudos e das reflexões sobre problemas nacionais e internacionais, buscamos desenvolver em nossos alunos habilidades e competências que os capacitem a usar seus conhecimentos para a melhoria da sociedade.