Como se preparar para ser um cidadão global?

Como se preparar para ser um cidadão global?

Colégio São Luís Jesuítas

03 de dezembro de 2019 | 15h22

O Coordenador de Língua Inglesa e do Departamento Internacional do CSL, João Rodrigo Agildo, fala sobre as habilidades necessárias a um cidadão global

 

“Houve uma mudança no discurso e na prática da educação. Essa mudança reconhece a relevância da educação e da aprendizagem para entender e resolver questões globais nas áreas social, política, cultural, econômica e ambiental. O papel da educação tem ido além do desenvolvimento de conhecimento e habilidades cognitivas para a construção de valores, soft skills e atitudes entre alunos. Espera-se que a educação facilite a cooperação internacional e promova a transformação social de uma forma inovadora em direção a um mundo mais justo, pacífico, tolerante, inclusivo, seguro e sustentável. ”

Educação para a cidadania global: preparando alunos para os desafios do século XXI. Brasília: UNESCO, 2015, p. 11.

 

Educar para a cidadania global requer adicionar um novo papel aos centros educativos, pois significa trazer ao centro do discurso e da prática não só conhecimentos, habilidades, valores e atitudes de que os estudantes necessitam para se construir um mundo mais pacífico, justo, solidário e sustentável, como também promover ações que os façam crescer na perspectiva dos desafios do século XXI. O conceito de formar cidadãos globais, em um mundo dinâmico, fluido e multicultural perpassa pelas questões locais, as quais são tão importantes quanto as de âmbito mundial, pois a cidadania global não se restringe apenas às fronteiras geográficas, mas também às fronteiras sociais, culturais e políticas, que geram desigualdade, criam preconceitos e não fomentam uma cultura de paz. Essa conexão da realidade regional com a mundial e a busca de soluções para os problemas observados é uma das características de um cidadão global.

Nesse contexto, uma escola da Companhia de Jesus tem um papel fundamental, pois é o ambiente no qual a criança e o jovem também têm a possibilidade de conhecer outras realidades, de se abrir para o novo para dialogar com diferentes culturas, conectar-se e respeitar-se à luz de um currículo integrado e integrador.

Além da disposição em dialogar, em termos mais práticos, é fundamental o aprendizado da língua inglesa, pois é o idioma principal de conexão entre diferentes culturas, desbrava fronteiras e dá acesso ao conhecimento, visto que a maioria da produção científica mundial é em inglês. Sendo assim, o domínio da língua inglesa abre caminhos e possibilidades de atuação no mundo.

No Colégio São Luís, a abertura para o novo e o ensino de Inglês são elementos importantes na formação de um cidadão global. Se analisarmos a Matriz Curricular 2020 e as sete competências que a norteiam, percebemos a disponibilidade e a propensão para a abertura ao outro, presentes em todas as atividades que serão desenvolvidas. A oferta de quatro aulas de inglês por semana, do Pré I até a 3.ª série do Ensino Médio, fortalece os processos que visam à construção da cidadania global e possibilitará ao estudante desenvolver a proficiência na língua, tendo mais acesso ao conhecimento, às diferentes culturas e usando o idioma como meio para dialogar com diferentes realidades.

Nesse caminho de internacionalização que o CSL vem consolidando, está a criação do Departamento Internacional, responsável por dar suporte aos estudantes que desejam cursar a graduação no exterior; o incentivo à participação dos alunos em eventos com temáticas internacionais; a participação dos estudantes na 1.ª edição do Intercâmbio da RJE; a realização da SINU (Simulação Interna das Nações Unidas), e, mais recentemente, a conquista do registro no College Board, além da publicação do School Profile, e da participação dos alunos do Ensino Médio Noturno no MLAB (Mentoring and Language Acquisition in Brazil), programa de mentoria da Universidade de Harvard.

As iniciativas e conquistas mencionadas reforçam nosso desejo de formar cidadãos globais, pessoas criativas, competentes, conscientes, comprometidas e compassivas. Sujeitos com conhecimento das questões locais e mundiais, que utilizem suas habilidades para construir um mundo mais justo e humano. Como escola da Companhia de Jesus, o CSL está comprometido a formar pessoas aptas a responder aos desafios dos tempos atuais, com compaixão e generosidade.

João Rodrigo Agildo

Coordenador de Língua Inglesa e do Departamento Internacional do CSL

*e-mail: joao.agildo@saoluis.org

Tendências: