Alunos do Colégio São Luís participam de campanha global sobre o acesso à educação

Alunos do Colégio São Luís participam de campanha global sobre o acesso à educação

Colégio São Luís Jesuítas

08 de dezembro de 2020 | 10h10

Turmas do 7.º ano chamaram a atenção para a iniciativa A Cadeira Vermelha

O acesso à educação de qualidade é um tema que necessita de atenção e de iniciativas que propiciem a reflexão e um caminho para a busca de possíveis soluções. Na Companhia de Jesus, desde 2012, existe um movimento global para defender o direito das crianças e dos adolescentes de frequentarem a escola. Com o nome de La Silla Roja, ou A Cadeira Vermelha, a campanha, promovida pelo Educate Magis e outras instituições jesuítas, busca chamar a atenção para o impacto que a falta de acesso à educação tem no desenvolvimento pessoal e comunitário das crianças e dos adolescentes.

Com o contexto imposto pela Covid-19, a desigualdade na educação ficou ainda mais evidente, principalmente nos países pobres. Segundo o relatório de Monitoramento Global da Educação de 2020, da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), mais de 258 milhões de crianças não têm acesso à educação e com a pandemia esse número pode aumentar ainda mais.

No Colégio São Luís, as turmas do 7.º ano do Ensino Fundamental II foram convidadas a refletir, a partir do Projeto da Série, sobre essa realidade e a participar da campanha A Cadeira Vermelha. Os estudantes foram desafiados a produzir um GIF a partir da reflexão sobre o tema do direito à educação. A atividade foi desenvolvida em grupos e os alunos exercitaram a criatividade e a colaboração.

A professora de Artes, Rosângela Valle, conta que, durante o projeto, os estudantes aprofundaram os conhecimentos sobre a realidade da Educação brasileira no atual momento pandêmico. “O conhecimento da campanha A Cadeira Vermelha ampliou a reflexão dos alunos sobre o acesso à educação, pois a iniciativa faz um alerta sobre a importância da qualidade e da inclusão”.

Segundo a educadora, na quarentena, um dos desafios foi pensar em como os estudantes poderiam participar da campanha sem ação presencial, como espalhar cadeiras vermelhas pelo colégio – iniciativa tradicionalmente realizada em outras instituições jesuítas. “A proposta da disciplina de Artes foi a elaboração de uma narrativa em movimento, que desse a visualidade ao tema proposto. Os alunos produziram um GIF (formato de imagem estática ou animada) que deveria expressar a reflexão do grupo sobre o direito à educação de todos os estudantes a partir da imagem de uma cadeira vermelha”, conta.

Após a construção dos GIFs, os estudantes apresentaram as suas produções para as suas turmas. Rosângela conta que no momento de compartilhar os resultados com os colegas “foi possível constatar o quanto a reflexão apresentada nos trabalhos promoveu o desenvolvimento das competências socioemocionais como a empatia, o autoconhecimento e a criatividade. Esta proposta contemplou valores importantes quando falamos em educação para a cidadania global, como o respeito por direito à educação e justiça social”.

Acesse www.magisamericas.org e saiba mais sobre a Campanha!

Veja alguns dos GIFs criados pelos estudantes:

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.