Alunas conquistam menção honrosa em desafio internacional de criatividade

Alunas conquistam menção honrosa em desafio internacional de criatividade

Colégio São Luís Jesuítas

22 de dezembro de 2020 | 11h23

Vídeo de estudantes do Ensino Médio concorreu com produções de 5 países

A criatividade é uma das habilidades mais valorizadas nos dias de hoje e exercitá-la é fundamental. As estudantes da 1.ª série do Ensino Médio Ana Helena Lindoso, Beatriz Bozzolan, Giovanna Santos, Isabela Goulart e Isadora Meireles aceitaram o desafio de exercitar o pensamento criativo e participaram da Maratona de Criatividade, promovida pela Full Sail University, instituição localizada na Flórida (Estados Unidos).

O desafio da Maratona de Criatividade era produzir um vídeo curto, em inglês, propondo soluções para ajudar a humanidade a alcançar ao menos um, dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU (Organização das Nações Unidas).

A competição envolveu estudantes do Ensino Médio dos Estados Unidos, Brasil, Colômbia, México e Índia e cerca de 660 trabalhos foram inscritos. O vídeo das alunas do CSL foi uma das cinco produções brasileiras que conquistaram menção honrosa. “Quando eu soube que a gente ganhou menção honrosa, eu fiquei muito feliz, pois foi a primeira vez que a gente participou da Maratona de Criatividade, toda a produção do vídeo foi muito corrida, mas conseguimos entregar e foi muito bom participar”, conta a estudante Isadora.

Com muita criatividade, a produção das estudantes mostrou como pequenas atitudes do dia a dia afetam o mundo e como simples mudanças nos hábitos podem contribuir com uma sociedade mais sustentável. No vídeo, as alunas representam a vida como se fosse um jogo em que o jogador pudesse ver como suas atitudes afetam o planeta. A professora de Química Adriana Paolillo, que orientou as estudantes, explica que “o grupo utilizou alguns ODS. Em cada nível, o jogador seleciona uma opção com base em suas ações reais, se ele fizer uma boa escolha, receberá um ponto, caso contrário, perderá um. Para passar dos níveis ele precisa de pelo menos 7 pontos, isso porque os cientistas estimaram que temos apenas 7 anos restantes para tomar ações que irão realmente reverter os desastres climáticos, então: cada ponto representa um ano”.

Giovanna, uma das alunas do grupo, conta que “o objetivo era que o espectador, enquanto assistisse ao vídeo, conseguisse relacionar as escolhas que o personagem do jogo está tomando para a vida dele e, dessa forma, refletisse e, talvez, mudasse alguns de seus hábito e decisões do dia a dia para tornar o mundo um lugar melhor e mais sustentável”.

A professora Adriana ressalta que as estudantes se dedicaram e que a menção honrosa é o reconhecimento por esse trabalho. “Nessa pandemia, as alunas foram desafiadas a desenvolver ainda mais a criatividade na produção deste vídeo, pois cada uma gravou da sua casa. Com esse trabalho, exercitaram a capacidade de trabalhar em grupo, perceber a necessidade dos outros (empatia), além das questões mais técnicas como produzir o roteiro, gravar e editar um vídeo”.

A criatividade é uma das habilidades fundamentais na resolução de problemas. Assim, ampliar possibilidades criativas por meio de atividades é importante para a formação de jovens que, conectados com a realidade, proponham soluções justas e igualitárias aos problemas globais.

Clique aqui e assista ao vídeo produzido pelas alunas!

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.