Competências Socioemocionais: saber sentir seus sentimentos da melhor forma!

Competências Socioemocionais: saber sentir seus sentimentos da melhor forma!

Escola Santi

14 de outubro de 2021 | 08h52

“Você já olhou para uma pessoa e pensou: o que passa na cabeça dela?” Com essa premissa começa o filme “Divertidamente”, da Disney, que conta a história de uma pré-adolescente, e aborda as formas de lidar com os sentimentos durante a transição entre as fases da vida.

O filme é uma ótima pedida para assistir em família, afinal é dinâmico, criativo e apresenta várias reflexões interessantes. Entre elas: como será que as crianças lidam com os sentimentos? Porque é importante que elas saibam lidar com eles? E, o mais importante, como auxiliá-las na descoberta do sentir e do crescimento?

 

Reconhecendo os sentimentos

O trabalho e o cuidado com os sentimentos dos pequenos é extremamente importante. Afinal, assim como vemos na protagonista do filme, Riley, a passagem da infância para a adolescência é composta por uma paleta de inúmeras emoções. A criança vivenciará alegrias, angústias, tranquilidade, tristeza, raiva e muitos outros. Um olhar atento para cada um dos variados sentimentos é fundamental.

Em cada momento do crescimento, as demandas por aprender a lidar com os sentimentos, sensações e situações da vida mudam, pois muda também o ambiente, os tipos de relações e as prioridades enraizadas na pessoa. Sabendo como esse assunto é relevante, estamos sempre relembrando a importância de saber lidar com os sentimentos na infância. Mas, para além disso, às vezes se faz necessário focar em apenas uma fase como, por exemplo, a passagem da criança para a adolescência, momento crucial e desafiador.

 

A transição para a adolescência

Em muitos sentidos, a adolescência é uma espécie de novo nascimento. Na transição da infância para a fase adulta, o turbilhão provocado pelas transformações pode parecer um trem descarrilhado. Contudo, o processo de amadurecimento físico e emocional é essencial para a construção do adulto, principalmente o lado psicológico. É nele que se inicia um processo de desligamento da infância e da conquista da autonomia,  que inclui assumir suas próprias decisões e arcar com as consequências; algo novo para quem acabou de sair da infância. É justamente por esse motivo que, desde o início da fase de transição, é de extrema relevância ensinar para os jovens sobre as Competências Socioemocionais.

 

Mas o que são Competências Socioemocionais?

São, basicamente, habilidades desenvolvidas ao longo da vida e do processo de aprendizagem, que se conectam à capacidade de cada indivíduo lidar com suas próprias emoções, desenvolver autoconhecimento, se relacionar com o outro,  ser capaz de colaborar, mediar conflitos e solucionar problemas.

“É preciso saber nomear aquilo que a gente sente, expor e olhar para as possibilidades de lidar com isso. Partir da ideia de que as coisas têm nome e significado é um passo importante para que eles aprendam a lidar com essas frustrações, com as questões que estão no mundo da pré-adolescência e da adolescência. Eles precisam saber que conseguem lidar com esses problemas”,  contou o professor Diego, responsável pelas aulas de Competências Socioemocionais.

Aqui na Santi, à partir do 6º ano, os alunos passam a ter uma disciplina de mesmo nome, que propõe que, por meio de dinâmicas e problemas que vivenciam nas relações, as crianças consigam analisar e descobrir quais as melhores formas de construírem relações (com os outros e com o mundo).

“A gente tenta fazer com que eles se responsabilizem com o grupo, ou seja, ter empatia com o que o outro vivencia. Ter a empatia como um valor, que é essencial para constituir o grupo. São questões iniciais que começam a aparecer, que muitas vezes não tem nome, e podem transparecer de um jeito ruim.”, o professor conclui.

 

As crianças, pré-adolescentes e adolescentes precisam saber como lidar com seus sentimentos, mas, para que elas aprendam, é essencial que nós saibamos como ajudar. Conta para a gente: como é sua experiência com a descoberta dos sentimentos dos pequenos na sua casa?

Confira abaixo um pouco sobre a aula de Competências Socioemocionais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.