A situação global do novo coronavírus e o papel da escola

A situação global do novo coronavírus e o papel da escola

Escola Santi

28 de fevereiro de 2020 | 17h57

Um grande quebra-cabeça que precisa ser montado

Nas últimas semanas presenciamos um aumento da importância de informações divulgadas sobre o novo coronavírus (COVID-19). Informações, muitas vezes, desencontradas, distorcidas e até falsas.

Embora haja esse turbilhão de informações, precisamos filtrá-las adequadamente para gerar conhecimento sobre o assunto, a partir de reflexões bem embasadas. É nesse ponto que as escolas, por meio de práticas educativas de ensino e aprendizagem, podem nos ajudar. Ajudar a informar, não somente os próprios alunos, mas caminhar para a socialização destas informações para a sociedade, além de tornar a pesquisa, seus dados, seus resultados e análises apropriadas para a população.

Diante disso, os alunos do Ensino Fundamental 2 (compreendendo do 6º ao 9º ano) da Escola Santi, participaram de um projeto conduzido pelo professor de Ciências Naturais, Stefan Bovolon, cujo tema norteador era a questão mundial do novo coronavírus, com enfoques diferentes, interdisciplinares e transdisciplinares. O estudo teve como objetivo desenvolver um produto de divulgação de fácil entendimento. Para tal, os estudantes escolheram o infográfico como recurso visual para ilustrar seus aprendizados. Veja a seguir:

Características gerais do vírus

O infográfico gerado pelo 6º ano aborda as características gerais dos vírus, comparando-o com o novo coronavírus e questões necessárias para evitar a sua disseminação:

Coronavírus x Meio Ambiente

No 7º ano, o enfoque foi a relação do surgimento do novo coronavírus com a destruição progressiva do meio ambiente, mostrando a degradação ambiental na China proporcionada pelo aumento da urbanização e população, que vem degradando áreas importantíssimas que ajudariam na contenção de determinadas doenças. Além disso, eles compararam com situações semelhantes vivenciadas por nós no caso da febre amarela e dengue.


Vírus e sua transmissão vertical em gestantes

Com o 8º ano o foco foi a possível relação deste vírus com sua transmissão vertical em gestantes já confirmadas, comparando com outros casos de doenças virais que ganharam enfoque na transmissão pela reprodução humana (ISTs).


Coronavírus e a relação com a tecnologia e ciência

E, no 9º ano o objetivo foi aproximar a questão do vírus com reflexões sobre tecnologia e ciência no mundo contemporâneo, do grande perigo de se manipular tais vírus para utilização como armas biológicas, além de refletir sobre como um evento deste permeia outras áreas, como a da economia, de vários países.

Escrito por Prof. Dr. Stefan Bovolon – Professor de Ciências Naturais da Escola Santi e pesquisador pós doutor do Instituto Butantan.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: