Uma nova maneira de ensinar Ciências

COLÉGIO SANTA MARIA

14 de dezembro de 2018 | 07h30

Autoria: Maurício Rodrigues e Thiago Tassinari Lopes

Definir Ciência não é algo trivial. Por outro lado, o ensino tradicional reduz a educação escolar como transmissão de algumas leis e conceitos que compõem o repertório do conhecimento científico já produzido pelo ser humano.

O curso de Química Experimental II, proposto no conjunto de disciplinas diversificadas no Colégio Santa Maria, tem como foco o ensino de Ciências em duas perspectivas: a primeira, como fonte de problematização, uma vez que os fenômenos macroscópicos podem se configurar como fontes de questões de pesquisa. A segunda, utilizar o experimento como testes das hipóteses para validá-las ou não. Nesse sentido, o experimento é utilizado para subsidiar uma reflexão teórica de uma possível explicação de um problema, estando sempre passiva de contestação por outra evidência científica. Os experimentos não são realizados como uma mera reprodução do protocolo experimental nem tampouco como mera ilustração de um fenômeno, sendo o aluno estimulado a elaborar suas próprias explicações para o fenômeno, aguçando sua curiosidade e capacidade de raciocínio lógico investigativo.

Nós, professores do Colégio Santa Maria, temos a intenção de que ensinar Ciências não é uma mera apresentação de leis e conceitos, mas que o ensino de Ciências transcende o método tradicional. Procuramos sempre explorar a metodologia investigativa. Quando o aluno recebe um problema é importante que ele tenha um momento individual de reflexão para buscar uma explicação plausível.

Percebemos que este método tem despertado maior interesse dos alunos pela Ciências, o despertar pelo gosto do conhecimento e uma aprendizagem mais significativa.