Uma linguagem para a alma e para o mundo

Uma linguagem para a alma e para o mundo

Colégio Santa Maria

16 Novembro 2015 | 07h00

Disciplina eletiva do 9º ano aprofunda significados do cinema

Pensar o cinema como linguagem e produto social é o desafio proposto aos alunos do 9? ano do Fundamental II do Santa Maria inscritos na eletiva de Cinema – História e Linguagem. Como história, o cinema é analisado através de seus produtos e significados sociais. Como linguagem, os alunos o percebem como processo e meio de expressão.

No início do ano letivo, ocorreu a análise dos primeiros experimentos cinematográficos dos irmãos Lumiére e de Meliés, que permitiu ao grupo entrar no conflito eterno da sétima arte entre o documental e o ficcional. Em seguida, assistiram ao curta-metragem “Ilha das Flores” e ao  longa “O Grande Ditador”, de Charles Chaplin, pensando o cinema como crítica social. No segundo semestre, mergulharam nas produções cinematográficas como fontes históricas primárias e secundárias com “Lista de Schindler” e “Triunfo da Vontade” e como instrumento de geopolítica através das obras “Alô Amigos”, de Walt Disney, e “Capitão América – o primeiro Vingador”.

1611_aloamigos

Cena de “Alô Amigos”: o cinema como geopolítica

1611_melies

Cena clássica de Mélies: o cinema como fantasia

Em paralelo, os alunos passaram pelas principais etapas de uma produção audiovisual, começando com o briefing e a sinopse de um filme, aprofundando a ideia em um roteiro que se desdobrou numa planilha de pré-produção para agora ser gravado, editado e exibido, aplicando as orientações de enquadramento, luz e som passadas ao longo do ano. Serão quatro curta-metragens com temas que envolvem a realidade adolescente e muito suspense. Mas o mais interessante é a surpresa dos alunos com a complexidade da produção audiovisual e o seu aguçamento crítico perante os seus usos.