Um encontro com a história viva de São Paulo

Colégio Santa Maria

28 Novembro 2018 | 07h31

“Dois contatos com o grupo da EJA do Colégio Santa Maria e as imagens de uma São Paulo que não conheciam: olhos brilhantes, silêncio de atenção, prazer na participação me sensibilizaram e entusiasmaram mais e mais.

Às vezes é difícil colocar em poucas palavras o que senti nas duas vezes em que estive com os seus ‘meninos e meninas’. Meus agradecimentos sinceros.”

Com essas palavras de carinho, Neuza Guerreiro de Carvalho definiu a sua participação no projeto “Conhecendo São Paulo”, desenvolvido pelos professores e alunos do Ensino Fundamental da EJA do Santa Maria.

Vovó Neuza, como é conhecida, é uma bióloga aposentada de 88 anos. Porém, sua aposentadoria não a fez menos ativa. Podemos defini-la como incansável, irrequieta, provocativa, estudiosa e com profundo amor pela cidade de São Paulo.

Por todas essas qualidades, foi a convidada de honra para finalizar o projeto dos alunos do Ensino fundamental do Curso EJA do Colégio Santa Maria, no último mês de outubro, mostrando a cidade de São Paulo no seu contexto histórico, pitoresco e apaixonante de quem viveu grande parte das transformações do espaço urbano da metrópole.

Blogueira incondicional, amante das novas tecnologias, criou um blog em 2008 reunindo textos sobre temas como cultura, arte, viagens, música clássica e as narrativas do amor pela cidade.

Apaixonada pela vida e pelo conhecimento, formou-se em 1951 em História Natural pela Universidade de São Paulo, voltando a frequentar a USP em 2005 por meio do Programa Universidade Aberta à Terceira Idade concluindo o curso de instrumentação cirúrgica.

Sua inquietude não tem limites. São mais de 30 cursos finalizados nas mais diversas áreas, passando pela psicologia, literatura, jornalismo, música, artes entre tantos. Sua vitalidade e entusiasmo a transformou em garota propaganda da USP para cursos da Terceira Idade, estampada em um outdoor na Cidade Universitária, levando para dentro dos muros da universidade outros homens e mulheres, resgatando o prazer por aprender e socializar os ensinamentos que a vida trouxe para cada um deles.

Com essas prerrogativas, tornou-se uma convidada, mais que ilustre e sim inspiradora, para nossos alunos, mostrando que aprender não tem idade. Para ilustrar ainda mais as atividades dessa “serelepe”, carinhosamente denominada pelos alunos, transcrevemos uma das páginas de seu blog.

 

UM FIM DE SEMANA MAIS DIVERSIFICADO

Por Neuza Guerreiro de Carvalho  

Este blog continua sendo um diário. Quando registro o que faço não é por vaidade, mas para mostrar que numa cidade como São Paulo podemos ter uma vida sempre ativa porque há uma overdose de ofertas culturais a escolher de acordo com as limitações.

Nesta semana diversifiquei minhas atividades culturais: e fui mesmo como programei à Academia Paulista de Letras e ao lançamento do livro de Leandro Karnal. Margarete amiga até registrou fotograficamente um dos eventos.

E acrescentei mais uma atividade: No domingo fui à Biblioteca Mário de Andrade para um Café Literário cujo foco foi Agatha Christie com O CASO DOS DEZ NEGRINHOS ou E NÃO SOBROU NENHUM, (mudança de nome preconceituosa) com auditório cheio em um domingo de tarde de sol e até calor. Organizadora e palestrante especialistas no assunto. Valeu.

Em Música tive um sábado com um concerto com a pianista ucraniana Valentina Lisitsa e Orquestra Sinfônica Municipal. Foi o Concerto nº 3 de Rachmaninoff com técnica e interpretação muito especial. Valentina encantou com sua simpatia e interpretação.  E ainda ouvi um comentário paralelo do pianista Álvaro Slaviero que estava na plateia conversando com um grupinho.

E à noite a gravação impecável, pela TV Cultura, da ópera O CAVALEIRO DA ROSA, no seu 3º e último ato.

Só faltou Arte Visual, mas isso eu compenso com a minha mini galeria com O BEIJO de Gustave  Klimt  que me mostra seguidamente a imagem e a explicação dela.

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa Maria