Sala de aula ou laboratório de aprendizagem?

Sala de aula ou laboratório de aprendizagem?

COLÉGIO SANTA MARIA

05 Abril 2017 | 07h30

Autoria: Luciana Boggi

 

Se pararmos alguns minutos para observar uma criança, logo perceberemos que suas ações exploratórias são repletas de intenções e descobertas. As crianças estão sempre pesquisando, são cheias de porquês e movidas pela curiosidade.

 

Certo dia, durante um passeio pelo bosque do Colégio Santa Maria, ao observar a mata, Maria Alice, aos seus três anos, sugeriu: “Precisamos pesquisar os bichos!”. Sua curiosidade em descobrir as coisas era tanta, que sozinha concluiu que, para aprender, era necessário pesquisar.

 

Instigados pelo livro “Superamigos”, da Brinque Book, o grupo escolheu o caracol para aprofundar os seus conhecimentos. E foi assim, a partir dessa ideia, que nasceu nossa primeira pesquisa.

 

Nesta idade, 3 a 4 anos, a imaginação está presente no pensamento das crianças, então por meio das pesquisas, o que antes era fantasioso se transforma em descoberta e aprendizagem. Ideias primitivas como “O caracol era uma lesma, ele foi na praia e encontrou a sua concha” se transformam em conhecimentos científicos: “A concha é a casinha do caracol, ela é dura e não há nada dentro!”.

 

Então, convidamos a bióloga do Colégio para nos ajudar. Com ela observamos caracóis, construímos um terrário e aprofundamos nossos conhecimentos. Desse dia em diante, diariamente, as crianças cuidam dos caracóis, fazem novas descobertas e relacionam os saberes com outras experiências. “Vocês sabiam que dentro do casco do caracol é escuro, e que os morcegos também gostam do escuro?”.

 

Bom, mas essa já é outra pesquisa… Afinal, a nossa sala é um laboratório que está sempre pesquisando!

0504_TERRÁRIO (19) 0504_TERRÁRIO (14)

0504_TERRÁRIO (11) 0504_TERRÁRIO (8) 0504_IMG_8159 0504_IMG_8158

 

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa Maria