Retomando vínculos afetivos nas aulas presenciais

Retomando vínculos afetivos nas aulas presenciais

COLÉGIO SANTA MARIA

11 de março de 2021 | 07h00

Autoria – Edith Sonagere Nakao

Depois de um ano vivido distante do ambiente escolar, retornar às aulas presenciais tornou-se uma experiência rica em significados e valorização das relações interpessoais e com a natureza local.

Olhos atentos a cada detalhe, a cada mudança percebida nos espaços, as crianças do 3º ano do Santa Maria buscavam a leitura da nova realidade, comovidas e felizes mediante a possibilidade de estarem unidas, de reencontrarem colegas e professores mesmo que com máscaras e por detrás das proteções necessárias para a saúde de todos.

Caminhar pela mata do Colégio tornou-se uma aventura! O som dos pássaros e das cigarras, a beleza das árvores e das flores, o aroma fresco da manhã. Tudo gerava encantamento. Investigações eram feitas minuciosamente, como se antes nunca tivessem estado por ali.

Oportunidade de ampliar os conhecimentos a respeito da biodiversidade e de desenvolver habilidades como a de observar, comparar, levantar hipóteses e de socializá-las com os colegas, aprendendo na relação com o outro e com o ambiente ao redor.

Correr, correr, correr! A energia de cada um foi colocada a serviço da liberdade. Brincar, mesmo que mantendo o necessário distanciamento social: um verdadeiro presente. A diversidade de propostas lúdicas intencionais permitiu se exercitarem brincando. Utilizar os jogos corporais, explorar os brinquedos e as brincadeiras favoreceram o desenvolvimento de habilidades motoras essenciais e a exploração do meio, refletindo sobre a importância das regras para uma convivência harmoniosa.

Poder revisitar a biblioteca, ouvir as histórias contadas, dramatizadas e escolher, novamente, os livros favoritos… Reingressar no mundo dos sonhos, ao lado de amigos queridos! Desenvolvendo a capacidade leitora tornam-se capazes de ir muito além da simples leitura do texto. Aprendem outras linguagens, além da escrita, atribuindo sentido ao texto.

Novos desafios se descortinam e todos, família, escola e crianças, estão convidados a ingressarem na “viagem do saber”, rumo a novas aprendizagens não só cognitivas, mas também socioafetivas, fundamentais para o equilíbrio entre a mente e o coração frente ao “novo normal”.  Comunidade unida e empenhada em tornar essa viagem inesquecível e geradora do saber!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.