Quantos quilos você pesa?

COLÉGIO SANTA MARIA

20 Abril 2018 | 07h30

Autoria: Marcos Vinícius Appollo

 

Uma das tarefas das professoras e professores de Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia) é construir com as alunas e alunos o rigor científico. Esta atenção faz parte de nossa dinâmica em aula e também é tema de discussões quando nos reunimos aqui no Ensino Médio do Colégio Santa Maria.

Um exemplo de como este trabalho é desenvolvido, seria a análise crítica do título deste texto. Propõe-se a discussão das duas correções a serem feitas na pergunta: uma que se responde mais rapidamente e a outra que requer uma diferenciação conceitual mais sofisticada. Vamos começar pela mais simples que é a palavra quilo, que significa apenas 1000. Caso você use este prefixo de unidade, será essencial que na sequência venha a unidade em questão, por exemplo, km (quilômetros), kWh (quilowatt-hora – usado para medir o consumo de energia elétrica), kJ (quilojoules) ou kcal (quilocalorias – para medir quantidade de energia) e assim por diante. Recebi uma mensagem esta semana sobre o anúncio de uma garota: “Gente, tô vendendo minha bike elétrica! comprei em 2017 e paguei 4k, usei por 1 ano (…)”. Não me lembro de ter visto isso antes, mas com certeza ela informa que pagou R$ 4.000,00 pela bicicleta. É estranho, mas não está errado, diria que está incompleto: será que ela pagou 4 kg? De quê? De ouro ou de bananas? No caso a primeira correção da frase seria: “Quantos quilogramas você pesa?”.

A segunda requer uma diferenciação conceitual bastante sutil entre peso e massa. Tentando simplificar, devido ao objetivo deste texto, temos que a massa é um medidor da inércia de um corpo, ou seja, quanto mais massa (medida em kg – quilogramas) um corpo tem, mais difícil será colocado em movimento, caso ele esteja parado, ou de reduzir sua velocidade, caso ele esteja em movimento. Esta é uma grandeza física que independe do local onde você estiver: caso você queira empurrar uma criança em um carrinho de rolimã para adquirir uma certa velocidade, a dificuldade seria exatamente a mesma, caso você estivesse aqui na Terra ou em uma suposta estação lunar.

Quando pensamos na questão do conceito de peso precisamos levar em consideração a aceleração da gravidade do local onde você se encontra. A gravidade na superfície da Lua é seis vezes menor do que a gravidade na superfície do planeta Terra, com isso a dificuldade de suspender uma criança de dois anos de idade (massa de 12 kg) aqui na Terra seria a mesma para suspender um adulto (massa de 72 kg) na Lua: nas duas situações o peso seria o mesmo e seu valor seria de 120 N (120 newtons). Outra situação que costumo citar nas aulas aqui no Santa é que se as olimpíadas fossem realizadas na Lua teríamos de suspender a modalidade de salto com varas a fim de não correr o risco de um atleta entrar em órbita. O brasileiro Thiago Braz, de 22 anos, conquistou o ouro olímpico em 2016 ao saltar 6,03 m, batendo o recorde olímpico. Teoricamente caso ele conseguisse a mesma quantidade de energia em um salto na Lua na mesma suposta estação lunar, ele conseguiria atingir uma altura 6 vezes maior, ou seja, algo em torno de 36 metros, equivalente à altura de um prédio de 12 andares!!!

Afinal, como ficaria nosso título conceitualmente correto: “Quantos quilogramas vale a sua massa?”. Sei bem que não é uma frase sonora aos nossos ouvidos, mas seria a mais correta.

Para finalizar e perceber o quanto estes conceitos se misturam no nosso cotidiano, pergunto: você sabe o que significa a sigla IMC? O Índice de Massa Corporal (IMC) é um parâmetro bastante utilizado para classificar se um indivíduo está magro, normal ou obeso. Por mais que o segundo termo da sigla seja “Massa”, todos os sites que pesquisei para o cálculo do IMC solicitam que você insira o seu “Peso” para realizar o cálculo, ou seja, esta confusão conceitual ainda deve perdurar por muito tempo.