Psicomotricidade: corpo em movimento

Psicomotricidade: corpo em movimento

Colégio Santa Maria

21 Outubro 2015 | 07h00

Entenda a importância de atividades “banais” na Educação Infantil

Pensando na importância do corpo e do movimento (praxia global e fina) para a aprendizagem, para a formação de memórias (do movimento) e o desenvolvimento da atenção, é preciso priorizar situações e espaços nos quais as crianças possam rolar, rastejar, saltar, correr, equilibrar-se, jogar, amassar, rasgar, picotar, alinhavar, pintar, desenhar, recortar, memorizar, criar etc.

Espaços de experimentação, descobertas e superação, possibilidades de aprenderem com suas limitações ou facilidades, de experimentarem o quente/frio, o macio/áspero, o leve/pesado, o longo/curto, pois o corpo que aprende e cria memórias deve assumir papel de destaque, ser percebido, sentido e potencializado.

“Cabe a nós, educadores da primeira infância, termos em mente que a criança só dará conta de todos os desafios que a vida escolar envolve se tiver tempo de brincar, refinar habilidades e desenvolver a perícia do movimento”, declara a professora Eliane Lima do Colégio Santa Maria.

Perícia de escrever na linha porque se equilibrou na corda, no banco sueco, na guia da sarjeta; de compreender a segmentação da escrita ao se escrever porque pulou corda e percebeu ritmo, cadência e pausa ao pular, por exemplo, “suco gelado”!

Enfim, promover o trabalho de praxia global (movimentos amplos) pelo qual a criança possa sentir a “grandiosidade” deste corpo no espaço, perceba que ele tem frente/costas, um lado e outro (lateralização); que ao brincar de “costas a costas” ou “eu conheço um jacaré” comece a construir sua imagem e esquema corporal.

Ao picotar papéis, alinhavar, perfurar, desenhar, pintar, recortar desenvolva a praxia fina e os movimentos mais refinados (movimentos de pinça) que prepara o corpo para os próximos e mais elaborados movimentos.

Essa é nossa tarefa, favorecer o “brincar” em todas as suas dimensões, afinal, como diz Elvira Souza Lima: “A criança precisa realizar brincadeiras de movimento: andar, correr, saltar. Brincadeiras circulares como as brincadeiras de roda, cantadas ou declamadas. Brincadeiras que desenvolvem a percepção sonora e visual. Brincadeiras que envolvem parlendas e quadrinhas, pois são estas ‘brincadeiras’ que ajudarão no desenvolvimento da imaginação, da função simbólica e da superação de dificuldades de aprendizagens”.

Usando o conta-gotas – praxia fina - movimento de pinça

Usando o conta-gotas – praxia fina – movimento de pinça

 

Picotar e colar

Picotar e colar

Modelagem com massinha

Modelagem com massinha

Exercícios fonoarticulatórios

Exercícios fonoarticulatórios

Exercícios de praxia fina – perícia do movimento

Exercícios de praxia fina – perícia do movimento

Exercícios de praxia fina – torcer e picotar

Exercícios de praxia fina – torcer e picotar

Exercícios de praxia fina – beliscar, rasgar, amassar a argila -  perícia do movimento

Exercícios de praxia fina – beliscar, rasgar, amassar a argila –
perícia do movimento

Exercícios de praxia fina – prender - perícia do movimento de pinça

Exercícios de praxia fina – prender – perícia do movimento de pinça