Pequenos inventores

Pequenos inventores

COLÉGIO SANTA MARIA

29 de janeiro de 2020 | 07h30

Autoria: Maíra dos Santos

 

Quais problemas vivenciamos em nossa rotina? O que nos atrapalha ou nos coloca em perigo? Quais dificuldades enfrentamos e gostaríamos de ver solucionadas?

 

As classes do 3º ano do Santa Maria exerceram seu papel cidadão e pensaram sobre situações em nossa comunidade que precisavam de uma solução.

 

Uma rua de descarte irregular de entulho; como alertar para o aumento das águas de um rio para as comunidades que vivem à beira dos cursos d’água;  como evitar que os cachorros queimem as patinhas no asfalto quente durante o passeio; como diminuir o desmatamento da Amazônia e qual a solução para os piscinões que ficam sujos e podem transbordar em períodos de chuva? Situações cotidianas vividas pelo grupo e que basearam a criação de um protótipo que pudesse resolver essa situação.

 

Para embasar o trabalho, refletimos sobre o consumo consciente, as mudanças nas paisagens e exploramos ao longo do ano os grandes inventores como Leonardo DaVinci, Galileu, Pitágoras, Aristóteles e Hipatia. Cada qual em seu tempo e com seu pensamento, trouxeram soluções ou novas ideias sobre algo que se questionava. Agora era a vez dos nossos pequenos inventores!

 

Repertoriando os alunos, em uma aula no Núcleo de Tecnologia,  conheceram o Little Bits, material que poderia ser usado em seus protótipos.

 

Os grupos cooperativos foram base para levantamento de um problema e projeção de uma solução. Sempre pensando que as invenções poderiam  falhar, ou que poderiam não resolver o problema, mas que o erro é parte do processo de construção do conhecimento, os alunos tiveram como proposta elaborar um protótipo.

 

A última aula do ano no Núcleo de Tecnologia foi o momento de colocar em prática seus planos de protótipos. O “frio na barriga” para saber se funcionaria e conseguiria ajudar a sociedade e o meio ambiente era comum entre os grupos!

 

O frio virou um calor gostoso de satisfação ao ver atingida a finalidade dos projetos:

– Ajudar as populações ribeirinhas que agora teriam um sinal sonoro de alerta sempre que o rio alcançasse um nível preocupante;

– Auxiliar os donos de cachorrinhos através de um site, que ligado a um termômetro, informaria se a temperatura do asfalto estaria em nível seguro para passeio;

– Emitir um sinal de alerta e filmar todas as vezes que um caminhão tentasse descartar entulho no local incorreto;

– Alertar a guarda florestal, através de um robô com sensor sonoro, toda vez que uma árvore fosse cortada.

– Informar as secretarias municipais competentes, através de um sensor de luminosidade, toda vez que o piscinão precisasse de limpeza.

 

Ideias que proporcionam uma vida mais tranquila para a sociedade e que para nossos alunos desenvolve um olhar empático para o meio ambiente e as necessidades de nossa comunidade! Novamente o experimentar foi o elemento essencial na construção do conhecimento.

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: