Para que a leitura entre na vida dos alunos

Para que a leitura entre na vida dos alunos

Colégio Santa Maria

26 Outubro 2016 | 07h30

Autoria: Maria Raquel Sgamba

“O único risco que se corre em livrarias e bibliotecas
é abrir um livro ao acaso e deparar com
uma informação ou ideia que nos transforma a vida
para sempre, para o bem ou para o mal.”

                                                              Ruy Castro

 

De que maneira a leitura entra na vida das pessoas?…

“Era uma vez”… com estas palavras abrem-se portas e janelas de grandes aventuras que guardamos em nossa memória, de histórias contadas por nossos pais, avós, professores…

Com o objetivo de incentivar a leitura nos alunos do 4º ano do Fundamental I do Santa Maria, criei um momento de “dicas de leituras” que deveriam fazer para os colegas. Tímidos num primeiro momento, quase não falavam sobre o livro que leram. Aos poucos foram se envolvendo com a proposta e trazendo mais e mais títulos para partilharem com o grupo. Assim, fui criando um hábito dentro da sala de aula: o de ler durante os primeiros dez ou quinze minutos do começo do dia. Algumas vezes variava a atividade, pedindo que lessem um pedaço do livro que mais gostavam para ajudar na divulgação e, ao mesmo tempo, treinar entonação, expressão, pois era o nosso foco da época.

Aos poucos, essa atividade foi tomando outras proporções até o dia em que propus uma leitura para um público diferente, da Educação Infantil, o que foi imediatamente aceito pela maioria. Então, começamos a nos organizar na escolha dos temas, dos livros…e o treino começava. Durante semanas os alunos se prepararam para fazerem uma leitura que realmente prendesse a atenção. Não podia ser uma leitura sem emoção, sem interpretação, nosso público precisava de leitores entusiastas, expressivos. Entusiasmo não faltou.

Chegou o grande dia! De um lado alunos ansiosos, de outro, certamente, crianças que aguardavam curiosamente o que ia acontecer. Alguns alunos mais nervosos acharam melhor, nesta primeira experiência, só apreciarem a atividade dos colegas. Livros em mãos, lá fomos nós, contadores de histórias, encontrarmos nossos ouvintes no prédio Menino Jesus.

Nossos ouvintes já nos aguardavam felizes por receberem colegas contadores de histórias. A atividade foi muito rica! As crianças ficaram enlouquecidas com a variedade de livros que poderiam conhecer. Por outro lado, os alunos do 4º ano estavam se sentindo muito importantes por poderem proporcionar o momento aos pequenos ouvintes.

Foi uma experiência divertida, rica,  favorecendo trocas muito bacanas. Contar e ouvir histórias é realmente algo que fascina a todos.

E os alunos que só quiseram apreciar a atividade, quando perceberam, já estavam lendo também!

0610_IMG_20160630_163128332 0610_IMG_20160630_163401443 0610_IMG_20160630_163419472 0610_IMG_20160630_163431187