Os desafios da produção textual em tempos de pandemia

Colégio Santa Maria

13 de julho de 2020 | 07h00

Autoria:  Rita de Cássia Cereser Sógi

A pandemia do novo coronavírus trouxe a questão do distanciamento social e toda a gama de exigências que o ensino precisou cumprir e se adaptar.

Não é desconhecido de todos que os mais de cem dias fora do ambiente presencial escolar trouxeram expectativas diversas e algumas ansiedades a todos os envolvidos na Educação: professores, alunos e família. Como dar conta de maneira tão rápida e emergencial do aprendizado em nova configuração? O ensino a distância trouxe muitas perspectivas quando se analisaram as possibilidades existentes nos meios digitais.

É fato que todos nossos alunos estão inseridos no mundo digitalizado. O Colégio Santa Maria sempre preconizou essa forma de inserção social e tecnológica no currículo pedagógico. Entretanto, essa nova demanda obrigou todos os envolvidos a adaptações mais específicas. O celular que em sala de aula era muitas vezes o vilão da aprendizagem tornou-se um dos instrumentos essenciais de acesso à educação. Como utilizar agora esse meio de forma eficiente?

Entre usos e possibilidades estava também a necessidade da produção textual. Em ambiente de sala de aula físico, as discussões, leituras e provocações dos assuntos que recheariam os temas e a escrita eram muito praticados. A troca entre os colegas com pontos de vista diferentes em vários assuntos propiciava a discussão e a prática do respeito e da tolerância. Como transpor essa situação para o ambiente virtual aos alunos do Ensino Fundamental sem a perda do enriquecimento das relações interpessoais e socioemocionais?

A solução estava ali, bem em frente aos professores: a telinha! Seja ela do celular, agora amigo e grande auxiliar pedagógico, seja dos notebooks, tablets e computadores de uso doméstico. Aliadas à tecnologia das máquinas estão as ferramentas que antes utilizadas em ambientes corporativos foram ajustadas ao ambiente escolar: a sala de aula virtual.

Aplicativos de software para videoconferência passaram a permitir a interação entre professores e alunos, tornando o processo atual de distanciamento em aproximação humana. Nessa sala de aula virtual, mas em tempo real, as discussões foram promovidas, ampliadas, debatidas e respeitadas. A relação socioemocional voltava com eficiência necessária para suprir nestes tempos de distanciamento a lacuna deixada pela falta do ambiente escolar.

E os resultados não poderiam ser melhores! A argumentação recheou as aulas de produção textual. A consciência crítica do momento vivido em crises de saúde, economia e política ampliaram as justificativas das opiniões fundamentadas em pesquisas, leituras de periódicos e no saber ouvir.

Os novos tempos trazem, sem dúvida, uma experiência rica que será levada por toda a vida e junto a ela a certeza de que a escola nunca mais será a mesma. É o novo normal que se afigura.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio Santa Maria

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: