Os alunos e suas opiniões

Os alunos e suas opiniões

Colégio Santa Maria

30 Junho 2016 | 08h00

Autoria: Lucilei Spitaletti

Para se colocar no mundo como sujeito de sua própria história e ser capaz de lutar por suas ideias se defendendo das injustiças, é muito importante ter opinião sobre os mais diversos assuntos. A opinião é um modo de ver, de pensar. Quem tem opinião é a pessoa que sabe sobre o que está falando, que lê muito e está bem informada.

Assim deu-se o início do trabalho com o gênero textual “texto de opinião” no 5º ano do Fundamental I do Santa Maria. Com a leitura do livro “O Mário que não é de Andrade”, de Luciana Sandroni, os alunos mergulharam em uma história que proporcionou conhecimento, cultura, informação e diversão. Entraram em um mundo mágico, conhecendo um dos principais estudiosos da cultura brasileira e sua indiscutível contribuição à música, à crítica e história da arte, e que abrilhantou o cenário de nossa literatura: Mário de Andrade.

Seguem trechos da história do menino Mário sob o ponto de vista e escrita de alguns alunos e algumas opiniões sobre essa empolgante leitura:

“A vida do grande escritor começou a mexer com os interesses do garoto. Com isso o menino Mário viveu grandes aventuras, estudou a vida de Mário de Andrade, o que o encorajou a ler uma das cartas de seu pai. Para mim essa parte já faz valer a pena ler o livro de Luciana Sandroni.” – Rosa Maria Ramalho Rondani

“A leitura desse livro me apresentou a vida de um escritor de uma forma criativa e divertida. Conhecemos toda a história de Mário de Andrade sem precisar ler sua biografia.”   – Vanessa Giannetti de Lima

“No meu ponto de vista esta história foi interessante e criativa. Todos os personagens foram bem detalhados. A emoção explodiu na hora que Mário de Andrade foi visitado pelos personagens folclóricos, cada um dando uma característica a ele. Foi demais! A história me encantou e quando parava de ler, ficava muito curiosa. Gostaria de ler outros livros de Luciana Sandroni.” – Maria Eduarda Cavalcanti Cruz

“Com certeza a leitura desse livro vai me ajudar no futuro, com as informações que me passou sobre o folclore brasileiro e a Semana da Arte Moderna.” – Felipe Correa Gomes

“…então o menino descobriu que seu nome foi uma homenagem a Mário de Andrade. Que bela lembrança de seu velho amigo!” – Caroline Luiza de Souza Ferreira e Marisa Bariani Haddad

“O menino Mário não abria as cartas que seu pai enviava da Alemanha, mas depois de conhecer o gigantismo epistolar de Mário de Andrade se rendeu e leu a primeira carta.” – Letícia Santos Nunes e Bianca Cimino Stern

“Realmente eu achei que o livro informa bastante sobre a vida de Mário de Andrade, fala sobre os importantes acontecimentos da vida do folclorista, e sobre obras da arte e da literatura brasileira, tudo com as aventuras vividas com o pequeno Mário, garotinho que o acompanha durante a história. É muito interessante.” – Danilo Gonçalves de Paula Mota

“Penso que o livro “O Mário que não é de Andrade” passa para nós uma mensagem para a própria vida. O menino Mário representou a gente, mostrando que às vezes não queremos saber sobre um assunto, mas quando conhecemos a fundo, acabamos gostando e nos interessando por saber muito mais.” – Marisa Bariani Haddad

30062016_01 30062016_02 30062016_03 30062016_04 30062016_05 30062016_06 30062016_07 30062016_08 30062016_10