Santa Maria na Olimpíada de Química do Estado de São Paulo

Santa Maria na Olimpíada de Química do Estado de São Paulo

Colégio Santa Maria

31 Agosto 2018 | 07h30

Autoria: Thiago Tassinari Lopes

 

Voltada para alunos do Ensino Médio matriculados em escolas paulistas privadas e públicas, a Olimpíada de Química do Estado de São Paulo (OQSP) propõe uma competição científico/cultural em cuja fase final os alunos têm a oportunidade de vivenciar uma experiência científica única, por meio de observações experimentais realizadas nas instalações do IQUSP pelos docentes do próprio instituto, além de testarem seus conhecimentos químicos mediante uma avaliação escrita.

Os alunos são selecionados para esta etapa do desafio a partir de diferentes caminhos: pela produção de uma redação com temática previamente definida, pelos resultados no vestibular da Fuvest como treineiros de exatas ou biológicas, pela classificação no Torneio Virtual de Química da UNICAMP ou por sua classificação na Olimpíada Regional de Química.

Ao longo das edições temas diversificados foram abordados, tais como Química e Energia Limpa, Água: Purificação Química e seu uso Racional, Química na Indústria Têxtil, Química Verde: Rumo a Processos Sem Impacto Ambiental, dentre outros. Em 2018 o tema escolhido foi Biorrefinarias: Conversão de Biomassa em Produtos Químicos.

Dentre as premiações, estão as tradicionalíssimas medalhas de bronze, prata e ouro, sendo que os alunos vencedores das 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, além das medalhas, recebem R$ 1.000,00 e R$ 3.000,00, respectivamente. Além disso, a OQSP qualifica o vencedor para participar da Olimpíada Brasileira de Química que, por sua vez, permite ao vencedor participar da Olímpiada Internacional de Química.

Há alguns anos o Colégio Santa Maria é representado por seus alunos, inclusive alguns medalhistas que, maravilhados pela participação, optaram por seguir seus estudos na área de Química. Nossos alunos tradicionalmente optam pela via da produção de uma redação. E a partir desse momento, começam um processo de preparação que envolve uma parceria com os professores de Língua Portuguesa a fim de capacitá-los a produzir um texto argumentativo científico, além de aulas complementares de aprofundamento – a chamada Imersão Total em Química, indispensável para construir a precisão conceitual e o aprofundamento necessários para a fase final.

No ano de 2018 o aluno Gustavo Fernandes Carneiro de Castro, da 3ª série do Ensino Médio, conseguiu chegar à fase final e gentilmente concordou em relatar como foi sua experiência:

“A Olimpíada de Química do Estado de São Paulo foi uma experiência e tanto. O processo de escrever uma redação sobre um tema químico foi totalmente inovador para mim, e um desafio estrondoso. O tempo pesquisando sobre o assunto, o planejamento da redação e o próprio processo de escrita foram experiências totalmente inéditas, que levaram a reescritas e críticas de todos os professores que acompanharam o processo.

Ao receber a notícia de que a minha redação fora selecionada, fiquei bem feliz e impressionado pelo meu desempenho. No Instituto de Química da USP, quase um ano depois, eu estava pronto para a prova. Era um dia bem gelado e estava eu, meu pai e meus professores Maurício Rodrigues e Thiago Lopes, esperando o início das atividades. Após um tempo, entrei no local dos experimentos: um ambiente muito mais calmo e aconchegante do que pensei. Os professores, bem humorados, apresentaram os experimentos, respondendo perguntas e preparando para a prova escrita. Todos os experimentos estavam legais, bem montados e explicados. Após vários deles, preparados para a prova, os estudantes foram separados por anos. A prova foi entregue e começamos a fazer. Algumas horas se passaram.

Terminada a prova, me acalmei e fui ao churrasco que estava sendo feito para os participantes, com meus professores. Depois começou o tour pelo instituto, onde tive a oportunidade de conhecer os laboratórios didáticos de pesquisa, além de equipamentos e vidrarias. Ao final da tarde veio a premiação. Não consegui uma medalha (por muito pouco), mas todo o esforço valeu a pena. A redação, os experimentos e a visita foram ótimos e me encantaram de um jeito que me incentivou ainda mais a passar em uma boa faculdade.

É exatamente por ser uma atividade riquíssima do ponto de vista educacional que a equipe de Química do Colégio Santa Maria incentiva ano após ano nossos alunos a participarem desse desafio.