O trabalho com coleções na Educação Infantil

O trabalho com coleções na Educação Infantil

Colégio Santa Maria

11 de setembro de 2019 | 07h30

Autoria: Fernanda S. Lugatto

Quem nunca teve uma coleção? Pedras, chaveiros, bonecos, moedas, postais, livros, tampinhas, selos, canetas, carrinhos, conchas, gibis, botões, figurinhas, papéis de carta…. Juntar e reunir diferentes objetos da mesma natureza faz parte da infância e até da fase adulta de qualquer geração.

Colecionar algo pode ser um passatempo delicioso, além de auxiliar na aquisição de inúmeros conhecimentos. Para o Jardim II do Santa Maria, é uma ferramenta para intensificar o trabalho com conteúdos matemáticos, tais como agrupar, classificar, ordenar, seriar, contar, quantificar… Uma maneira de explorar habilidades matemáticas de forma lúdica e contextualizada.

Foi com este objetivo que propusemos às crianças que iniciassem, durante as férias, uma coleção. Os primeiros dias foram de exploração, de mostrar os objetos aos amigos, contar como foi feita a escolha da coleção, enfim, BRINCAR muito.

Num segundo momento, propusemos desafios que oportunizaram avanços na aquisição de conceitos e o desenvolvimento de habilidades, tais como classificar os objetos a partir de um atributo (cor, forma etc.), estimar e representar quantidades, contar os objetos, ordenar por tamanho, entre outros.

Assim, brincando e explorando algo de muito significado para elas, as crianças aprendem de forma prazerosa e desafiadora.

E você, tem alguma coleção? Saiba que toda hora é uma boa hora para começar! Que tal retomar esse gostoso passatempo com seu (sua) filho (a)?

Tendências: