Mobilidade Urbana

Mobilidade Urbana

COLÉGIO SANTA MARIA

16 Julho 2018 | 07h30

Autoria:  Rosana Daher

O projeto de meio ambiente do 5º ano do Colégio Santa Maria tem como tema principal a Mobilidade Urbana Sustentável, que surge como um novo desafio às políticas ambientais e urbanas, onde o padrão de mobilidade é centrado no transporte motorizado individual e mostra-se insustentável, tanto no que se refere à proteção ambiental quanto no atendimento das necessidades de deslocamento que caracterizam a vida urbana.

Iniciamos o nosso projeto com a campanha sobre Educação no Trânsito, com o objetivo de formar o comportamento do cidadão usuário das vias públicas, na condição de pedestre, condutor ou passageiro. Depois, investimos na Semana de Combate à Violência no Trânsito, para pedir mais respeito, educação e gentileza aos motoristas.

E agora, com a Campanha “Carona Solidária”, os alunos tiveram a oportunidade de compreender que as decisões tomadas sobre a mobilidade urbana afetam o dia a dia de todos, pois podem alterar o tempo que se leva deslocando de um lugar para outro,  melhorar o conforto e a segurança no transporte coletivo, colaborar para a diminuição da poluição do ar que respiramos, entre outros. Por isso, é importante, como cidadão, conhecer cada aspecto dos Projetos de Mobilidade Urbana para garantir que os direitos sejam respeitados e para estabelecer prioridades de forma justa para todos.

Pensando nisso, os alunos confeccionaram cartazes, fizeram folhetos e partiram para a divulgação do projeto dentro da comunidade escolar, que aconteceu durante o período de saída, no final das aulas, nos prédios São José, Menino Jesus e Santa Maria.

A intenção deles era dizer para as pessoas que economizar em despesas de viagem e contribuir com a redução de congestionamentos diminui a poluição do ar, a emissão de gases e preserva recursos. E, mais do que falar o que não se pode fazer, a mobilidade urbana sugere criarmos incentivos para que determinadas atitudes sejam tomadas de forma a melhorarmos o meio ambiente urbano e uma delas é reduzir o uso do carro.

Assim, incentivaram e deram opções para os deslocamentos das pessoas, como andar a pé em pequenas distâncias, dar ou pegar carona ou trocar o carro pela bicicleta. Todas foram bem aceitas, desde que haja condições satisfatórias e segurança, outra preocupação.

Desta forma, exercendo a nossa cidadania, garantindo os nossos direitos, fazendo campanhas para envolver todos, esperamos que essas mudanças sejam incorporadas no dia a dia das pessoas. E o nosso projeto segue com futuros investimentos no uso de cinto de segurança no banco de trás, travessia na faixa de pedestres e, principalmente, o não uso de celular enquanto dirige.