Meu lar migrante – resgatando e conhecendo histórias para construir a NOSSA história

Meu lar migrante – resgatando e conhecendo histórias para construir a NOSSA história

Colégio Santa Maria

15 de agosto de 2019 | 07h30

Autoria: Ana Cecília Aguiar e Graciela Dagnolo

Conhecemos pessoas ou já ouvimos histórias de quem saiu de sua terra e construiu seu lar em outro lugar. O processo de sair de um lugar para o outro acontece desde o início da humanidade. Essas pessoas trouxeram na mala não apenas roupas da terra natal, mas também muito da cultura do seu país ou outro estado brasileiro.

Essas narrativas que fazem parte da cultura paulistana servirão como pano de fundo para novas descobertas que os alunos do 3º ano do Santa  Maria vivenciarão neste bimestre! O povo paulistano é formado por pessoas que, ao se estabelecerem aqui, nos ensinaram costumes e hábitos e nos fizeram compreender e respeitar suas tradições.

Dentro do projeto de literatura, no período de férias, os alunos foram convidados a lerem relatos de avós imigrantes. Cada sala do 3º ano leu um livro que trazia uma história diferente porque a linguagem literária não se contenta em fotografar os objetos, mas busca revelar o mundo em suas relações. Ela adquire sua inteira dimensão quando o leitor lhe atribui sentido e a percebe enquanto objeto estético e não mais como mero artefato. Por ter a função maior de tornar o mundo compreensível, transformando sua materialidade em palavras de cores, odores, sabores e formas intensamente humanas é que a literatura tem e precisa manter um lugar especial na rotina escolar dos alunos.

A história das famílias foi resgatada para conhecer suas tradições, depois  os alunos construirão suas árvores genealógicas, que lhes permitirão conhecer sua própria história e identificar traços culturais que vivenciam hoje em dia.

Alguns trechos interessantes surgiram com o resgate das diversas histórias contadas pelos alunos ao desenvolverem seus trabalhos:

“Meu avô veio da Itália. Quando ele completou 18 anos, ganhou uma passagem de avião e escolheu vir para o Brasil. Ele gostou tanto daqui, que nunca mais voltou para lá. Nem para buscar suas coisas! Depois conheceu a minha avó e logo casaram.”

“Nossa! Minha avó me mostrou um monte de fotos que eu nem sabia que existia! Vi e conheci um monte de gente da família!”

Histórias da família que, juntando com outras, encantam os alunos e os convidam a se envolverem no aprendizado sobre os caminhos percorridos até que esses alunos se encontrassem no Colégio Santa Maria.

Vale nova pesquisa. Eles estão, realmente, com as malas prontas para uma outra viagem: de aprendizagens!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.