Lua, nosso satélite natural

COLÉGIO SANTA MARIA

25 de outubro de 2019 | 07h30

Autoria – Ednilson Oliveira

 

“É um pequeno passo para o homem, um salto gigante para a humanidade”

— Neil Armstrong, astronauta da Apollo XI.

 

Com essa lendária frase Armstrong inaugura o que foi o sonho da conquista espacial, e há exatos 50 anos, no dia 20 de julho de 1969, a Águia pousou na Lua. A missão trazia três astronautas do programa Apollo, Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins. O local de pouso do módulo lunar chamado Águia (Eagle no Inglês) era o Mar da Tranquilidade, perto das crateras Ritter e Sabine. A lua está a aproximadamente 386 mil quilômetros da Terra e parecia ser um sonho impossível de alcançar. Talvez o maior, ou um dos maiores feitos da engenharia e da humanidade no século XX. Até 1972 apenas 12 astronautas forma enviados até a Lua, mas nem todos pousaram em sua superfície.

 

Depois disso, as missões pararam e, de certa forma, a conquista da Lua caiu no esquecimento. Porém atualmente a Lua virou motivo de debate e começou a ser cogitada para várias missões: numa possível passagem na ida a Marte, e a China em janeiro de 2019, levando um módulo chamado Chang’e 4, pousa no lado oculto da Lua, sem muito alarde e surpreendendo a todos.

Empresas privadas estão sendo contratadas para fazer voos comerciais no espaço, uma delas a Astrobotic, que começou como uma startup e ganhou um concurso de robótica e irá fazer uma viajem para a Lua, ainda em 2021.

Para comemorar a conquista dos 50 anos da chegada à Lua e os avanços da conquista do espaço como um todo, o Colégio Santa Maria promoveu um ciclo de atividades sobre o tema intitulado Projeto Ícaro 19, que envolveu debates a partir da exibição de três filmes com essa temática: começando no dia 12 de agosto com o filme Operação Avalanche, no dia 20 de setembro a partir do filme O Primeiro Homem e no dia 11 de outubro com Estrelas além do Tempo.

Está prevista também uma visita ao planetário, uma observação astronômica e uma roda de conversa sobre o assunto a ser realizada no próprio Colégio.

O ano de 2019 foi marcado por muito envolvimento com a Astronomia, já que além da participação nestas atividades, um grupo de alunos se mantém ativo no Clube de Astronomia do Santa, o CASa, e vários participaram com destaque da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), sendo, inclusive, selecionados para participarem das etapas de classificação das Olimpíadas Internacionais de Astronomia e da Jornada Espacial que acontece em dezembro, em São José dos Campos (SP).

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: