Jogos de Integração – Espaço de Aprendizagem

Jogos de Integração – Espaço de Aprendizagem

Colégio Santa Maria

13 Março 2017 | 07h15

Autoria: Cleber Teodoro Pereira da Silva

Num sábado de fevereiro, os alunos do 7º ano do Fundamental II do Colégio Santa Maria tiveram a oportunidade de participar dos Jogos de Integração/Interclasses.

No processo de organização das atividades, durante as aulas de Educação Física, os alunos se envolveram intensamente e se demonstraram autônomos para a realização das atribuições que lhes foram conferidas.

Ficou evidente a alegria vivenciada nas práticas corporais em diferentes situações, e principalmente, na construção de estratégias e táticas. Os estudantes transformaram regras de jogo. Foram mobilizados a desafios que reforçaram a confiança em si e no outro. Isso também os incentivou à participação e ao aprimoramento, em termos coletivos. Houve espaço para que o aluno exercitasse a criticidade e a criatividade.

Ressalta-se, então, a importância dos Jogos de Integração no desenvolvimento dos alunos: por meio deles desenvolve-se o trabalho e o jogo em grupos. Um trabalho no qual o importante não é vencer por vencer, mas vencer a si mesmo e atuar em equipe de forma ética: sugerindo, cooperando, ajudando seus pares.

Foi uma oportunidade muito significativa, vivida e sentida pelo corpo. Para além de os estudantes conseguirem se respeitar no trabalho coletivo. Foi um momento para ampliação dos vínculos afetivos e para o aperfeiçoamento das habilidades motoras e socioemocionais, como: lealdade, honestidade, aceitação das regras, persistência, respeito pelos outros e por si, igualdade de oportunidades.

Os jogos exerceram um interesse muito grande nos alunos e professores envolvidos. Através do jogo, todos foram capazes de sentir muitas emoções… Emoções que se misturaram e se converteram: ora em ansiedade, nervosismo, ora em alegria e tristeza, ora em choro e riso.

Os alunos e professores que participaram dos Jogos de Integração demonstraram o prazer, a alegria e a descontração. O medo de errar passou a ser inexistente, e ganhar ou perder não foi o mais importante. Certamente, todos levarão essa experiência como possibilidade de serem eles mesmos, de terem confiança em si, de saber o que querem para além da quadra esportiva, incorporando-a  em suas práticas, como sentido de vida.

1303_IMG_1558 1303_IMG_1559

1303_IMG_1562 1303_IMG_1555

1303_IMG_1557