Imersão em Química – ressignificando o espaço escolar

COLÉGIO SANTA MARIA

22 Junho 2018 | 07h30

Autoria: Maurício Rodrigues

Tudo começou com a solicitação de uma aluna para tirar dúvidas e para se aprofundar sobre os conteúdos de Química, oito anos atrás. Hoje somos um grupo de aproximadamente 30 alunos que se encontra às sextas-feiras para estudar Química espontaneamente.

Algo inédito começava a acontecer no Colégio Santa Maria: alunos organizavam suas agendas pessoais para estudar Química semanalmente… Sem provas, sem cobranças… Buscavam o desafio do conhecimento e o prazer de estudar.

Durante as aulas, percebia como os alunos ficavam magnetizados pelo conhecimento que construíamos e perguntava-me sobre o que os tornava tão interessados nos assuntos abordados. Conversando com eles, percebemos que havíamos chegado à combinação perfeita: prazer de estudar em profundidade os temas e leveza na forma de tratá-los.

Mas isso só foi possível também devido à postura adequada por parte deles, à sua curiosidade e à sua motivação em explorar o conteúdo. Ficou evidente que se o estudante possui o envolvimento necessário com o aprendizado, qualquer assunto pode tornar-se interessante e motivador.

Nesse sentido, tenho a percepção de que nosso papel como professores do futuro vai se ressignificando com as novas gerações e vamos nos tornando cada vez mais mediadores do que transmissores das informações e controladores do conhecimento. É hora de começarmos a mudar a nossa prática pedagógica, procurando cada vez mais estimular a autonomia no aluno.

Os alunos relataram que aprender é acima de tudo uma atitude, que com certeza irá exigir uma grande dedicação, observação, esforço, paciência, perseverança, motivação e, principalmente, vontade…

Refletindo sobre o que os alunos descreveram, gosto de usar a imagem de uma criança que ao aprender a andar, insiste, repete e tenta de novo. Ao longo do processo, enquanto vai adquirindo a percepção e, principalmente o prazer pelo aprendizado da descoberta do andar, vai evoluindo.

É assim que vejo os alunos que escolheram participar da Imersão em Química no Ensino Médio do Colégio Santa Maria: mesmo nos conceitos mais difíceis, foram caindo e levantando, tentando novamente. Tiveram paciência com seus erros, mas não desistiram, persistiram e, estando ao seu lado, procurei sempre motivá-los. Assim, foram desenvolvendo sua autonomia e o prazer pelo aprendizado, num ciclo que nunca termina.

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa MariaQuímica