Globalização e Covid-19 na EJA

Globalização e Covid-19 na EJA

Colégio Santa Maria

05 de maio de 2020 | 07h30

Autoria: Gabriel Bezerra Zecchin e Carolina Ferrucci Monção

Não restam dúvidas de que o processo de ensino-aprendizagem deve se aproximar da realidade de vida dos alunos para que o conhecimento seja significativo a eles. Entendemos que na Educação de Jovens e Adultos do Santa Maria tal premissa seja ainda mais relevante e por isso, como professores de História e Geografia, percebemos uma oportunidade perfeita para desenvolver o conceito de globalização relacionando-o à disseminação, em escala global, do novo coronavírus e o desenvolvimento econômico da China.

Esse novo vírus, descoberto ao final de 2019 na China, teve um espalhamento (aproveitando a expressão utilizada pelo virologista Atila Iamarino) tão rápido que, no início deste ano, a Organização Mundial da Saúde declarou sua ocorrência como uma pandemia.

O conceito de pandemia permitiu-nos trabalhar com os alunos das turmas de 8ª série a ideia de que o deslocamento de pessoas e mercadorias são, como em muitos momentos da história da humanidade demonstraram, uma forma de fazer um vírus “viajar” entre diferentes países e continentes.

Nas aulas presenciais do 1º bimestre, trabalhamos os conhecimentos sobre o desenvolvimento da economia moderna da China (segunda maior economia mundial na atualidade) e sua relevância no cenário mundial – amplamente globalizada e interligada a outras economias do mundo. Além disso, aproveitou-se a ideia de que a globalização coloca “o mundo todo em contato com o mundo todo”.

O artigo “Por que o novo coronavírus se espalhou muito mais rápido do que o vírus da SARS?*”, publicado no jornal O Estado de S. Paulo em 9 de fevereiro, foi ponto de partida para o trabalho com os conceitos estudados. Na análise crítica do texto, aplicamos tais conceitos à interpretação do mundo e compreendemos como um vírus tomou proporções globais por conta também do processo de globalização.

Ao final das atividades de compreensão dos conceitos e análise, os alunos puderam aproveitar a oportunidade de identificar no mapa-múndi, de maneira contextualizada, alguns países que, até então, haviam anunciado casos de contaminação pelo novo coronavírus e presença de pessoas com a doença denominada COVID-19.

Pelos relatos e participação nas atividades, notamos que a interdisciplinaridade é um meio interessante de fazer com que os alunos percebam como o conhecimento depende das

diferentes “matérias escolares” para ser construído e também acreditem que a escola é o espaço, por excelência, do compreender o mundo.

* SARS-CoV foi identificado em 2002 como a causa de um surto de síndrome respiratória aguda grave (SARS).

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio Santa Maria

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: