Física no EAD: um novo desafio para o Ensino Médio

Física no EAD: um novo desafio para o Ensino Médio

Colégio Santa Maria

22 de maio de 2020 | 07h30

Autoria – Rafael Fonseca Correa

 

Desde meados de março, por conta da pandemia do novo coronavírus, as escolas de ensino básico e superior do Brasil tiveram as suas aulas presenciais interrompidas, iniciando uma nova etapa de aprendizagem: o ensino a distância.

É lógico que, para alguns cursos de ensino superior, isso já era realidade mesmo antes dessa crise. Entretanto, para o ensino médio, trata-se de uma nova realidade.

No meu caso, o desafio maior seria diversificar as estratégias pedagógicas e os instrumentos de avaliação no ensino de Física para a 3ª série. Descrevo agora para vocês o que foi experimentado nesse primeiro bimestre com alunos e alunas do Colégio Santa Maria.

As aulas tradicionais foram substituídas por videoaulas, com apresentações da teoria e resolução de exercícios. Nos atendimentos semanais ao vivo com os alunos, disponibilizo uma sessão de plantão de dúvidas das videoaulas.

Sobre os experimentos, que acabam tendo um caráter demonstrativo, eles são gravados por mim e publicados para que os alunos acompanhem como a teoria e a prática dialogam.

E para finalizar, uma atividade avaliativa para discutir a importância do conhecimento sobre eletricidade no nosso dia a dia com o filme “O menino que descobriu o vento”.

Numa situação de crise, é necessário explorar novos horizontes, sem medo de errar. Só assim podemos sair mais fortes.

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio Santa Maria

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: