Festa junina: uma festa multicultural

Festa junina: uma festa multicultural

COLÉGIO SANTA MARIA

13 Junho 2016 | 07h30

Autoria: Ricardo B. Ferreira

 

O Brasil é conhecido como um país de grande alegria. Uma das explicações que pode ser dada para isso é a riqueza de sua diversidade cultural. Em suas festas, não faltam pluralidade e peculiaridades nas danças, ritmos, instrumentos, adereços e coreografias. Nos festejos juninos, podemos ver essa profusão cultural em todas as regiões brasileiras. A festa no Santa Maria contempla a diversidade cultural de Norte a Sul de nosso país, com danças e apresentações empolgantes de todos os alunos envolvidos, desde a Educação Infantil, passando pelo Fundamental I e II e chegando ao Ensino Médio. Mas, antes de termos uma apresentação final e uma festa maravilhosa, existe todo um processo de aprendizado e aquisição de conhecimento por parte dos alunos, de acordo com sua série e a intencionalidade dos professores.

 

Com a intenção de representar as referências culturais nordestinas nas festas juninas, e contemplando o conteúdo “dança”, que faz parte do componente curricular Educação Física, os estudantes do 8º ano fazem uma apresentação por meio de músicas e danças típicas da região. Um momento de grande importância para que eles se aproximem um pouco mais da cultura e dos costumes nordestinos.

 

Nesse contexto, o tema diversidade cultural é debatido com os alunos, para que tenham a possibilidade de entender, apropriar-se e apreciar algumas das diferenças culturais que marcam as regiões de nosso país. Privilegiamos o processo de aprendizagem e a vivência dos nossos alunos frente a uma cultura diferente da sua. Iniciamos sensibilizando-os sobre o significado e a importância que a Festa de São João tem para a região nordeste. Suas peculiaridades, danças, ritmos e costumes são apresentados de maneira que consigam fazer um paralelo de similaridades e diferenças com a sua própria cultura.

 

A partir daí, é formada uma comissão com representantes dos alunos, que, com o auxílio do professor, definem os ritmos, a música, a coreografia e os trajes. Com a escolha de quatro músicas, iniciamos os ensaios em aula com todos os alunos, mesmo aqueles que não irão participar da apresentação, privilegiando o desenvolvimento das habilidades ligadas à dança e ao ritmo. No decorrer do mês de maio, as coreografias vão sendo incorporadas e aperfeiçoadas.

 

Assim, ao longo do mês de maio o Santa Maria vai tomando cara com as suas bandeirinhas e barracas sendo montadas, toda a comunidade sendo envolvida para a grande festa, temos a noção de como vivemos num país multicultural e tão rico nos seus costumes.

 

Nesse trabalho, tendo os alunos como parceiros e protagonistas, procuramos estreitar fronteiras e representar com toda a alegria e satisfação a região nordeste de um Brasil multicultural.

FestaJunina

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa Mariafesta junina