Fé na juventude – esperança no futuro – amor pela vida

Fé na juventude – esperança no futuro – amor pela vida

Colégio Santa Maria

21 Novembro 2016 | 07h30

Autoria: Caroline Mieko e Pedro Moisés

 

Estamos vivendo tempos difíceis. Muito embora, às vezes sejamos surpreendidos por índices aparentemente “animadores”, fato é que a cada dia que passa a questão ambiental, por exemplo, se converte em uma problemática aparentemente insuperável.

Pensamos que o efeito mais nefasto dessa situação está no fato de que nossa memória sobre como o ar que respirávamos era puro, os rios que outrora nadávamos e pescávamos eram limpos, as árvores que nos abrigavam e alimentavam eram numerosas e frondosas e os animais que víamos e contemplávamos, vai sendo perdida. É como se o presente fosse o nosso passado e será o nosso futuro.

Muitas escolhas pessoais ou governamentais não estimulam novas práticas pela ausência dessa memória quanto ao que tínhamos de melhor e quanto ao que poderemos enfrentar no futuro, em termos de alteração climática, aumento do nível dos mares e extinção dos seres vivos, o que, de imediato, implicará na alteração do ecossistema que rege a dinâmica vital do planeta.

Não há como negar que tudo o que foi descrito até aqui pode ser visto como sendo um sintoma de uma sociedade desequilibrada, que se organiza em torno do econômico, ignorando, muitas vezes, outros valores, tais como a solidariedade, a justiça, a paz e a democracia.

No Colégio Santa Maria, historicamente, existe uma preocupação voltada para o despertar de uma nova consciência, que produza ações em prol da construção de um novo momento. A inserção social (voluntariado) e o Ecoestudantil são duas iniciativas com vistas a essa finalidade.

Não há mais como desenvolver a intelectualidade, sem que tal desenvolvimento não esteja intimamente ligado ao despertar de uma sensibilidade para a manutenção e preservação da vida micro e macro. Mais do que nunca, tais mudanças devem iniciar nas bases da sociedade, através da adoção de novas práticas, da cobrança sobre os governantes de medidas que favoreçam essa gestação de um novo modelo de vida, mais sustentável e solidário e, sem dúvida, através das instituições educacionais que nas suas práticas e escolhas metodológicas devem promover momentos de reflexão e de ação, como ocorre aqui, através de tais projetos.

2111_MG_9100 2111_MG_9128

2111_Inserção 2111_Iserção 2