“Experimentando” a Física na escola

“Experimentando” a Física na escola

Colégio Santa Maria

08 Abril 2016 | 07h00

Autoria: Rafael Correa

Trabalhar os conceitos da Física Clássica no Ensino Médio nunca foi tarefa fácil. Fórmulas, contas, unidades de medida, grandezas. Enfim, muitos elementos que, se abordados estritamente em sala de aula, podem trazer muita dificuldade e também desinteresse aos alunos.

É nesse momento que se torna necessário sair dos limites da sala de aula e ir para outros ambientes, como salas multimídia, museus e laboratórios. Pensando nisso, o Colégio Santa Maria reestruturou o laboratório de Física, equipando-o com o que há de melhor no mercado de materiais didáticos.

Nesse novo espaço, os alunos podem explorar as quatro áreas da Física Clássica, passando pela Mecânica, Óptica, Física Térmica e Eletricidade. Além disso, eles participam de todo o processo, desde a montagem do experimento, execução e finalização por meio de relatório, reforçando o trabalho coletivo e a cooperação mútua para atingir um objetivo comum. Nesse contexto, o professor e o assistente de laboratório atuam como mediadores no momento da construção do conhecimento científico.

O ensino que se utiliza apenas de lousa e giz é atualmente insuficiente para a ciência. Por isso, a busca por novas estratégias é sempre positiva e amplia a visão do aluno sobre a ciência. Como dizia o físico Richard Feynman, “Tudo é interessante, se você olhar o suficiente”. E é nisso que o Colégio Santa Maria acredita.

0804_ExpFis1 0804_ExpFis2