Experiência imersiva: vivendo como Malala

Experiência imersiva: vivendo como Malala

COLÉGIO SANTA MARIA

11 de janeiro de 2021 | 07h00

Autoria – Caio Leite e Haroldo Bueno

Há uma importância enorme em ensinar conteúdos por meio de exemplos de vida. Esse pressuposto esteve presente no desenvolvimento de um projeto interdisciplinar envolvendo os componentes de Inglês, Geografia e Ensino Religioso no 8º ano do Santa Maria, quando os alunos foram convidados a experenciar a realidade enfrentada por Malala Yousafzai.

O projeto envolveu três necessidades: ler a biografia da Malala em inglês, entender os conflitos sociais, políticos e religiosos envolvendo a personagem e seu contexto e vivenciar a experiência das decisões que ela tomou por meio de um videogame.

O eixo central se baseava na leitura da biografia dessa jovem e na produção de uma carta destinada a ela. Para que isso pudesse ser realizado, era necessário o desenvolvimento de outras competências junto aos(as) alunos(as). Foi nesse sentido que os professores de Geografia e Ensino Religioso se juntaram na empreitada de elaborar um trabalho colaborativo capaz de demonstrar a cultura e a religião do Paquistão, bem como os conflitos registrados na região em que Malala viveu.

Inicialmente, o professor de Geografia trabalhou com dinâmicas para os alunos conhecerem a região do Paquistão e o vale do Swat, local onde Malala vivia com sua família. Esse encontro geográfico e cultural tinha um aspecto religioso bastante íntimo e presente nas decisões políticas tomadas, pois ali há um forte domínio do talibã.

Foi por esse motivo que o professor de Ensino Religioso auxiliou as turmas a construírem conhecimentos relativos ao significado de laicidade, teocracia e de como os valores religiosos interferem na dinâmica de vida das pessoas e, em especial, no islamismo sunita e xiita.

Tendo construído esse repertório ao longo dos encontros isolados e em dupla docência com os professores, os alunos foram desafiados a vivenciarem as experiências de decisões pelas quais Malala passou ao longo de sua vida por meio de um videogame elaborado em conjunto com a equipe de tecnologia do Colégio.

O jogo tem como objetivo uma avaliação qualitativa, pois caso o aluno tomasse uma decisão diferente daquela que converge com o pensamento da Malala, seria levado a retomar seu caminho e repensar qual a melhor opção para a situação apresentada.

Por fim, depois dessas múltiplas vivências, houve a elaboração de uma carta para a personagem, que deveria ser escrita em inglês e apresentar os pontos de destaque das ações e decisões dessa jovem paquistanesa.

Convidamos você, caro leitor, a partilhar da mesma experiência de nossos alunos ao jogarem o game criado e testarem seus conhecimentos sobre os campos destacados neste artigo. O jogo é online e não precisa ser realizado nenhum download para a experiência, basta apenas uma conexão com a internet. Você pode acessá-lo apontando o leitor de QR Code de seu celular para a imagem que segue.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.