Excel, uma ferramenta que amedronta muita gente crescida

Excel, uma ferramenta que amedronta muita gente crescida

Colégio Santa Maria

20 Outubro 2015 | 07h00

Alunos do 2º ano do Fundamental I trabalham com análise de dados e construção de gráficos

No Colégio Santa Maria, as aulas que contemplam recursos tecnológicos buscam sempre entrelaçá-los às necessidades de aprendizagem de cada série.

Com esse foco e analisando o conteúdo do 2º ano do Fundamental I, o NETi – Núcleo de Educação e Tecnologia da Informação – apostou na capacidade dos alunos e introduziu a utilização de aplicativos da Microsoft® em parte das aulas semanais que acontecem no laboratório de Informática.

Se no primeiro semestre utilizar o Power Point (ver matéria anterior) já despertava grande interesse nos pequenos, a curiosidade foi ainda maior frente à nova proposta: o Excel, uma ferramenta que, por sua aparente complexidade, ainda amedronta muita gente crescida. Mas criança não tem medo de desafio.

Durante as aulas, os alunos tinham que interpretar, analisar, relacionar e elaborar uma tabela e um gráfico de colunas sobre os dados que constavam na situação problema (fig. 1).

São conceitos aparentemente muito simples que, se não trabalhados de forma adequada nas séries iniciais, podem confundir muitos alunos no decorrer da escolaridade.”, afirma Joyce Willis, supervisora de informática educacional.

fig1

fig1

A partir daí, seguiu a análise dos dados, em que as professoras fizeram relações com o que foi desenvolvido em sala de aula: ordem cronológica, organização temporal, datas comemorativas, cálculos matemáticos, organização de dados em tabelas.

O resultado final foi fantástico e estimulava a observação de relações entre os valores da tabela e o gráfico construído, interpretando assim o que as barras coloridas queriam dizer (fig.2).

fig2

fig2

 

201015_4 201015_3 201015_2 201015_1