Espaço formal para protagonismo

COLÉGIO SANTA MARIA

08 de fevereiro de 2022 | 06h00

Alunos do Colégio Santa Maria, que já experimentam o Novo Ensino Médio desde 2020, sentiram falta de tempo para as atividades de autonomia, antes realizadas no contraturno. Por esse motivo, a direção acolheu o pedido dos estudantes e, em 2022, eles terão uma aula de 75 minutos para as reuniões do grupo Santa Sororidade (coletivo feminista), do Clube de Leitura, do jornal Santa Post, entre outras ações voluntárias e de interesse deles, como o Girls Up, um movimento internacional de meninas que lutam pela igualdade de gênero.

Essas e outras atividades de autonomia, que contam com o espaço oferecido pela Escola sem nenhuma interferência dos professores, serão chamadas de Projetos de Protagonismo Estudantil. “Nós escrevemos uma carta para a direção entendendo que poder atuar em atividades de autonomia é uma forma de desenvolver o protagonismo, algo que é característico no Santa Maria”, afirma Carolina Parente, presidente do Grêmio Estudantil.

Dentro da carga horária do Novo Ensino Médio, o aluno tem quatro cursos eletivos a escolher, além dos itinerários de áreas do conhecimento e do currículo básico comum, previstos pela Base Nacional Comum Curricular. O Projeto de Protagonismo Estudantil fará parte do cardápio de cursos eletivos, que inclui, entre outros, Escolha Profissional; Mão na Massa: a Ciência da Cozinha; Nutrição Humana e Metabolismo; Nemis – Núcleo de Estudos Midiáticos e Química Experimental.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.