Escola e família: vezes e vozes de uma parceria de sucesso

Escola e família: vezes e vozes de uma parceria de sucesso

COLÉGIO SANTA MARIA

24 de março de 2021 | 07h00

Autoria – Orgides Neta

Um ano de pandemia Retomada, alegria de estar com o outro conversando, compartilhando histórias, revisitando espaços, ocupando territórios, zelando pelas interações e pela vida.

Ao iniciar o ano, nos reunimos com as famílias da Educação Infantil e apresentamos os protocolos de segurança e higiene adotados pelo Santa Maria, conversamos a respeito da organização nos pequenos grupos de trabalho, o uso dos espaços externos como sala de aula e a orientação na higienização durante e após as atividades. A intenção foi comunicar aos pais como as crianças viveriam estes momentos e relações, o quanto tínhamos planejado, organizado e cuidado com carinho de cada detalhe e, assim, se sentissem seguros em enviar os(as) filhos(as) à Escola.

Neste diálogo aberto, na relação de estreitamento de vínculos, construção de pontes, compreensão e flexibilidade, ouvimos os pais e suas necessidades, oferecemos a possibilidade do “ensino em ambiente remoto”. A intenção maior era construir laços afetivos com todas as crianças e seus familiares, apoiar as decisões que promoviam segurança, conforto, escuta e acolhimento, garantindo desta maneira momentos significativos de aprendizagem para as crianças, ocasiões em que o afeto, o zelo e a empatia se faziam presente.

Durante todos os momentos, fizemos da comunicação o elo entre o e o. Começamos a nos comunicar por meio do classroom, e-mail, aplicativo, telefone e pelo WhatsApp com as mães representantes de sala. A orientadora Eliane também está sempre atenta acolhendo e ouvindo as famílias em suas necessidades e dúvidas.

Diálogo franco e acessível, permitindo transformação nas relações entre escola e famílias. Proximidade, intimidade e união na missão de estar junto às crianças e mediando seu desenvolvimento de uma maneira diferente da que estávamos acostumados. Na relação de CON-FIAR, de juntos FIARMOS trajetórias, escolhas e percursos. Pensarmos e decidirmos etapas, ouvindo os envolvidos, em especial as crianças em seus interesses. Percebendo que educação acontece em todos os ambientes que as relações humanas acontecem, desde que todos estejam engajados e comprometidos para que isso aconteça.

Mais do que uma relação escola e família, estamos unidos diante de uma catástrofe humanitária, o que nos chama a resgatar cada vez mais nossa humanidade e empatia. A escuta, a sensibilidade, o respeito e o diálogo nunca foram tão fundamentais e importantes. Temos como princípio que estamos tratando com vidas que não estão apartadas do que acontece na sociedade. Estamos frágeis e sensíveis, e estar junto nunca foi tão importante. Estamos perdendo pessoas queridas e amadas e essas perdas são irreparáveis, somente na construção de uma relação solidificada no respeito, na gentileza, na escuta, no zelo, na empatia e na solidariedade construiremos pontes para seguir nossos caminhos.

Juntos, em nossos encontros remotos, apoiados em muito planejamento, organização e escuta, estamos vivendo e atravessando esta fase, com a esperança, fé e o desejo de superarmos este momento com saúde e a certeza de que estaremos juntos, em breve, mantendo o encantamento pela vida, pela aprendizagem, sustentados pela comunicação que tem nos fortalecido como escola, famílias e pessoas com valores humanos e cristãos.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.