Entendendo o mundo que nos cerca

Entendendo o mundo que nos cerca

COLÉGIO SANTA MARIA

15 Outubro 2015 | 07h30

Santo Amaro se torna objeto de estudo para alunos do 2º ano do Fundamental I Colégio Santa Maria

Com o objetivo de estimular o entendimento sobre a sociedade e suas transformações, os alunos do 2º ano estudaram a história de Santo Amaro. Localizado na região há quase 70 anos, o Santa Maria foi o ponto de partida. Ao longo desse período, ele próprio passou por muitas transformações. Depois, foi a vez de explorar a rua, o entorno, o bairro e a cidade. Os alunos aprenderam que Santo Amaro já foi um município que ocupava boa parte do território que hoje pertence à cidade de São Paulo.

 

Nas etapas seguintes, pesquisas e a visita de antigos moradores para os alunos entrevistarem. O grupo explorou o sentimento de pertencimento numa proposta chamada “Chuva de Memórias”. Desse modo, houve a construção de um conhecimento original e reflexivo e não repleto de reproduções.

 

Em seguida, o grupo discutiu o que há de positivo e negativo no bairro. “Propusemos que os alunos sugerissem soluções possíveis de serem realizadas, junto às suas famílias, em prol de uma qualidade de vida melhor”, explica a professora Luciana Casilli. Eles perceberam  problemas políticos e sociais, o  trânsito ruim, o meio ambiente, a segurança, a desigualdade, entre outros.

 

No dia 22 de setembro, famílias e professores participaram da Caminhada Cultural por Santo Amaro, que percorreu vários pontos históricos do bairro. O evento propôs um olhar mais atento ao que a região oferece em termos de identidade histórica, cultural, patrimonial e urbana.

 

Em paralelo, o Colégio Santa Maria cedeu seu auditório para o projeto “A câmara em seu bairro”, promovido pela prefeitura de São Paulo, e convidou todas as famílias a participarem de uma sessão pública para discutir as necessidades do bairro.

 

Essas experiências propiciaram aos alunos a saída do seu universo particular e que se vissem como parte da pluralidade, que oferece diversas possibilidades de organização da vida social e intervenção na realidade. Eles traduziram os conhecimentos sobre os indivíduos, a sociedade, as práticas sociais e culturais em condições de inquietação, indagação, análise, e protagonismo, diante de situações novas ou de problemas.

 

Posteriormente, os alunos e suas famílias tiveram como atividade uma visita ao que o bairro de Santo Amaro oferece de lazer e cultura e fotografaram suas vivências para compartilhar com o grupo. Conheceram o Centro Cultural Júlio Guerra, artista responsável por muitas obras espalhadas pela região, o Teatro Alfa, Teatro Paulo Eiró, Teatro Paulo Autran, o Mercado Municipal, a Casa de Cultura, o Parque Severo Gomes, a Biblioteca Prestes Maia, a Igreja Matriz de Santo Amaro e sua importância histórica e muitos outros.

 

“Valorizar o patrimônio sociocultural e respeitar a sociodiversidade, reconhecendo-a como um direito dos indivíduos são um elemento de fortalecimento da democracia”, afirma a professora Lara Polazzo.

 

“Além das discussões, vivências e registros reflexivos, finalizamos o trabalho com a confecção de jogos partindo das informações sobre Santo Amaro e expusemos a todas as famílias no evento Semana Pe. Moreau, fundador da Congressão da Santa Cruz, representada pelo Colégio”, lembra a professora Luciana Casilli. Para essa atividade, os alunos mostraram todo o conhecimento sobre o bairro, aliando a metacognição com a sistematização dos novos conhecimentos.

 

1510_2_1 1510_2_2 1510_2_3 1510_2_4

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa Mariasanto amaro