Contos de Moçambique na Biblioteca

Contos de Moçambique na Biblioteca

Colégio Santa Maria

22 de outubro de 2019 | 08h15

Autoria – Tauany Pazini

 

O fotógrafo italiano Christian Piana partiu para o interior de Moçambique em busca de contos, mitos e lendas mantidos vivos pela tradição popular. Numa vila sem ruas asfaltadas, de cabanas simples e cercada pela savana, documentou em fotos e gravações as histórias contadas embaixo de árvores ou ao redor do fogo, para crianças e jovens. Todos esses registros foram adaptados pela escritora Luana Chnaiderman de Almeida e reunidos no livro Contos de Moçambique, que traz as narrativas fantásticas e repletas de sabedorias e humor, recolhidas por esse viajante.

O livro foi trabalhado nas aulas de Língua Portuguesa com os alunos do 7º ano do Fundamental que, inspirados no processo de criação do livro, ouviram narrativas de seus conhecidos, como familiares, por exemplo, e escolheram a que lhes pareceu mais interessante para escrever uma adaptação e manter o registro escrito.

O resultado desse trabalho foi apresentado na Exposição Contos de Moçambique, montada na Biblioteca Pe. Moreau do Santa Maria. Além desses registros expostos, os alunos contaram histórias do livro aos visitantes e os desafiaram a fazer uma adaptação pictórica do conto que ouviram. A exposição foi composta, ainda, por objetos da cultura africana e livros com contos, mitos e lendas africanas, romances de escritores africanos – principalmente de países de Língua Portuguesa – e livros sobre a história da África.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para enriquecer ainda mais essa experiência, os alunos receberam a visita da escritora Luana Chnaiderman de Almeida. Luana falou sobre os desafios de adaptar uma literatura oral para a escrita, especialmente por se tratar de um país que ela nunca visitou e de uma cultura, até então, desconhecida por ela. A escritora tinha em mãos apenas fotos, áudios e vídeos. No entanto, para ela, como professora e pessoa, essa experiência foi extremamente rica. E poder participar de um livro que leva esses contos para dentro da escola, que põe o aluno em contato com essa cultura, é de grande importância e precisa ser compartilhado.

Durante o encontro, os alunos fizeram os papeis de apresentadores e entrevistadores e, além da conversa, apresentaram à autora os jogos que criaram no laboratório de informática baseados nos contos lidos.

Ao final, Luana mostrou aos alunos alguns vídeos e áudios gravados por Christian Piana que registrou essas narrativas, esses lugares e essas pessoas, e que embasaram seu trabalho de adaptação. Os alunos ficaram ainda mais encantados e utilizaram esse material para enriquecer a exposição na Biblioteca.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio Santa Maria

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: