Contos de fadas x contos populares

Contos de fadas x contos populares

COLÉGIO SANTA MARIA

21 de outubro de 2020 | 07h30

Autoria – Tauany Pazini

Nas aulas de Biblioteca do Santa Maria são trabalhados diversos gêneros literários para que os alunos aprendam a diferenciá-los e enriqueçam seu repertório de leitura. Dentre eles estão os contos de fadas e os contos populares.

O trabalho de apresentação destes textos é feito durante toda a Educação Infantil e Fundamental I, de acordo com a faixa etária de cada série. Na Educação Infantil e início do Fundamental, são apresentados os contos de fadas e, posteriormente, os contos de fadas modificados, que trazem versões modernas baseadas nos originais.

A partir do 2º ano do Fundamental, são vistos os contos populares, de tradição oral, passados de geração em geração. Sem autor conhecido, essas narrativas foram aumentadas e modificadas em função de suas repetições.

No Brasil, alguns contos populares foram trazidos pelos europeus, particularmente da Península Ibérica. É o caso das histórias do personagem Pedro Malasartes, um astuto herói popular cheio de artimanhas.

Embora o termo “conto popular” seja muitas vezes usado com a definição de “conto de fadas” e vice-versa, são duas formas literárias diferentes. De um modo geral, os contos populares falam dos costumes, superstições e crenças de pessoas comuns. Já os contos de fadas costumam estar habitados de duendes, fadas e outras criaturas fantásticas com poderes mágicos. Tanto um quanto outro foram, posteriormente, registrados em livros e muitos autores modernos escreveram suas próprias versões.

As contações e encenações realizadas na Biblioteca foram filmadas e enviadas aos alunos e podem ser acessadas através dos links abaixo:

   

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.