Construção e partilha de conhecimentos nas diferentes linguagens

Construção e partilha de conhecimentos nas diferentes linguagens

Colégio Santa Maria

06 Dezembro 2018 | 07h30

Autoria: Cleber Teodoro  Pereira da Silva

Os alunos do 2º ano do Fundamental I do Santa Maria desenvolveram vivências de exploração das possibilidades acrobáticas e expressivas do corpo em um trabalho integrado entre os componentes Educação Física, Música e Inglês.

Inicialmente, nas aulas de Educação Física, todos tiveram a oportunidade de identificar e realizar alguns elementos da ginástica como saltos, giros, equilíbrios e acrobacias (“rolamentos”, “estrela”, “vela”, “saltos”, “ponte”).   Em seguida, além de experimentar e realizar os elementos da ginástica em pequenos grupos, criaram uma apresentação coreografada. Nas aulas de Música, escolheram a canção a ser utilizada na apresentação e, nas aulas de Inglês, conheceram as letras, integrando o trabalho nas diferentes linguagens: oral, corporal e musical.

Os alunos foram se apropriando do que foi vivenciado e aprendido, transformando as práticas em construções coletivas, podendo recriá-las, procurando respeitar as diferenças e o seu desempenho individual.  Assim, tornaram-se protagonistas das suas aprendizagens, perceberam suas potencialidades e dificuldades e tiveram a oportunidade de construir juntos.

A proposta possibilitou vivências das práticas e experiências de trabalho em equipe, divergências e convergências nas discussões, respeito às individualidades, persistência, enfrentamento de dificuldades, comunicação corporal, pertencimento a um grupo, compartilhar experiências positivas e negativas, estímulo à capacidade criativa, fazer escolhas, corrigir rotas, estabelecer metas, administrar as emoções.

Todo o processo teve a mediação dos professores envolvidos acompanhando o projeto desde o início até a apresentação, estabelecendo uma relação de troca, em que todos aprendem e se desenvolvem. Foram estabelecidos alguns combinados para que essa vivência obtivesse sucesso e cada aluno pudesse dar o seu melhor, possibilitando um ambiente colaborativo e rico em aprendizagens.

Nesse trabalho, o mais importante foi perceber que os elementos das coreografias foram além de movimentos, gestos, espaços e ritmos, pois tiveram a oportunidade de compartilhar suas experiências, aprenderam e ensinaram.