Click… Click…   A fotografia por meio do olhar das crianças do Jardim II

Click… Click…   A fotografia por meio do olhar das crianças do Jardim II

COLÉGIO SANTA MARIA

08 Junho 2016 | 07h30

AUTORIA: Eliane Lima

 

0806_DSC06730

Nossa ideia com a proposta das crianças do Jardim II do Colégio Santa usarem a máquina fotográfica foi que documentassem, com olhos investigativos, curiosos e de encantamento, pistas a respeito de que direção seguir frente aos projetos em andamento, que perguntas fazer e fios tecer diante do não visto e frente ao que estávamos conhecendo e investigando.

“- Vamos lá… no viveiro dos jabutis e cágados”

“- O reino das águas”

Possibilidades capturadas e registradas por meio de olhos atenciosos, sensíveis e que se surpreendem diante do banal. Cito Rubem Alves: “Quero ensinar as crianças. Elas ainda têm olhos encantados. Seus olhos são dotados daquela qualidade que, para os gregos era início do pensamento… a capacidade de se assombrar diante do banal!”

Assombram-se ao encontrar cipós enormes e acreditar ser cabelos de “sereias”, localizar nascente de rio e acreditar que “malvados” passaram por ali e contaminaram as águas.

 

Imagens clicadas com ética, estética e que faz brotar constatações inéditas e um sem-número de perguntas. Perguntas feitas porque ainda existe muito por vir e transver. Ver para recuperar memórias do vivido e experimentado, imagens que apontam poéticas de percursos e aprendizagens (da turma).

Por isso, com a câmera nas mãos e ideias na cabeça, as crianças se apropriaram do trabalho de produção e apreciação de imagens, saíram pelos espaços da escola (viveiro e bosque) atrás de relações não vividas e de imagens que comunicariam novas direções.

Pautas de olhares que “alargaram” as tramas dos projetos, que permitiram a “amarradura” de novos fios, fotos que revelaram e “desvelaram” a arte e sensibilidade que as crianças carregam dentro de si.

Imagens que nos convidaram a enxergar a importância de um percurso onde todos se percebem protagonistas, competentes e com capacidade inesgotável de criar, apreciar e refletir. Afinal…

 

 

Os pequenos nos convidam a experimentar.
Eles têm a arte dentro de si.
Eles criam arte.
Eles nos dizem algo.
Algo que perdemos.
Algo atraente e sedutor.
Algo que reconhecemos.
E que não podemos explicar.
Tudo é muito maior.
Para as crianças pequenas existe uma conexão direta entre vida e obra.
Essas são coisas inseparáveis.”

(Anna Marie Holm)

 

0806_DSC0670808-06-2016(1)08-06-2016(2)08-06-2016(3)

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa MariaFotografia