Brincadeiras e jogos com regras trabalham sentimentos

Brincadeiras e jogos com regras trabalham sentimentos

COLÉGIO SANTA MARIA

16 de novembro de 2021 | 06h00

Autoria: Claudio Natacci

Regras estão presentes o tempo todo para podermos viver bem em sociedade, e a escola não é exceção: temos que segui-las desde cedo. Dessa forma, brincadeiras e jogos com regras na Educação Infantil são de fundamental importância para que as crianças se adaptem à realidade e criem um espaço de aprendizagem, onde possam expressar seus sentimentos e lidar com frustrações.

Para que uma brincadeira ou jogo com regra tenha resultado satisfatório, quando o objetivo é desenvolver na criança capacidade para resolução de conflitos e lidar com as frustações, é extremamente importante que haja uma preparação. Combinados e regras deverão ser preestabelecidos para que as crianças tenham entendimento da dinâmica e da lógica da atividade. Somente assim, poderão ser mediados pelo professor em situações conflitantes proporcionadas pela situação, caso contrário, a atividade não fará sentido para a criança.

Isso não quer dizer que esquecemos da ludicidade nas aulas de Educação Física da Educação Infantil do Colégio Santa Maria, já que desafios divertidos desenvolvem questões importantes, como a cooperação e adequação de limites.

Como vivemos numa época em que as crianças são cada vez mais poupadas de frustrações e de situações de contrariedade, o que pode ser tão prejudicial quanto o castigo físico excessivo e/ou abandono afetivo. Fica então a excelente oportunidade para desenvolver, nas aulas de Educação Física, atividades que permitam lidar com a frustração, mediação de conflitos, contrariedade, sentimentos, ganhar e perder.

Sugestões de atividades para realizar em aula: “Batatinha frita, 1,2,3..”, “Pega-Pega”, “Corrida”, “Basquete reloginho”, “Amarelinha”, “Cabo de guerra” e “Coelho sai da toca”.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.