Atividades cooperativas nas aulas de Educação Física

Atividades cooperativas nas aulas de Educação Física

Colégio Santa Maria

20 Abril 2017 | 07h30

Autoria: Claudio Natacci de Souza

Estamos vivendo em um mundo onde a competição acirrada entre as pessoas parece predominar. O que vale, muitas vezes, é a vitória a qualquer custo, gerando exclusão e atitudes individualistas. A escola e as aulas de Educação Física têm um papel importante, considerando que as práticas colaborativas podem nos levar à aprendizagem da cooperação e da tomada de consciência para a importância de uma vida em que prevaleçam a boa convivência, a tolerância e o respeito às diferenças.

Este foi o mote para a realização de um projeto com foco em atividades cooperativas para as turmas do 2º ano do Ensino Fundamental do Colégio Santa Maria. Nossos objetivos eram o fortalecimento dos vínculos afetivos entre as crianças e o desenvolvimento das relações interpessoais para que pudessem jogar e brincar em grupo de forma colaborativa, valorizando a participação e a inclusão de todos.

As brincadeiras com corda e o jogo do Frescobol, atividades que se caracterizam pela coparticipação, tornaram-se um espaço privilegiado para que os alunos pudessem perceber a relevância do trabalho em grupo na resolução dos conflitos e superação dos desafios propostos.

As brincadeiras e os jogos que exigem a construção de estratégias e o desenvolvimento de competências coletivas para alcançar e vencer um objetivo comum, sem a necessidade da definição de ganhadores e perdedores, geram menos exclusão e fortalecem o vínculo entre os participantes.

Percebemos, como resultado da nossa intervenção pedagógica, que as crianças passaram a considerar os colegas como parceiros, aprenderam a se colocar no lugar do “outro”, sem considerá-lo como adversário e agora estão mais disponíveis para brincar juntas, respeitando as limitações e os potenciais de cada um.

Temos certeza de que assim cumprimos com uma das funções sociais da escola que é dar a oportunidade às gerações mais novas de aprender sobre o real valor da inclusão e do respeito à diversidade.

Estamos, sem dúvida, plantando uma semente para um  mundo melhor!

2004_IMG_0176 2004_DSC05978