Ateliê, ambiente e território – o espaço como terceiro educador

Ateliê, ambiente e território – o espaço como terceiro educador

COLÉGIO SANTA MARIA

26 de fevereiro de 2020 | 07h30

Autoria: Karine Ramos e Amanda Oliveira

 

O cotidiano da escola de Educação Infantil é permeado por práticas expressivas e tem se explorado cada vez mais as diversas possibilidades de aprendizagem da criança. O interesse do aluno leva o professor a buscar referências para estimular e aprimorar as aprendizagens, tornando-as significativas. Acreditamos que a educação deve oportunizar diferentes experiências e vivências para e com as crianças.

 

No Santa Maria, os ateliês são oferecidos em espaços com muitas possibilidades de viver, brincar e conhecer, o que encanta as crianças no processo de aprendizagem. Um ambiente onde elas tornam-se mestres de seus projetos, seja pintando, desenhando ou modelando. Um local investigativo, com liberdade expressiva, cognitiva, simbólica e com diferentes vias de comunicação. Criar ambientes curiosos e desafiadores faz com que a criança se sinta capaz de perceber seu potencial, reconhecer que tem habilidades que ela própria não tinha conhecimento. Criar, inventar e experimentar como prioridade nos contextos de aprendizagem.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: