Aprendizagens brotando da literatura

Aprendizagens brotando da literatura

COLÉGIO SANTA MARIA

18 de abril de 2019 | 07h30

Autoria: Anna Paula Dutra Rodrigues e Tatiana Garbossa

Você já leu o livro “Rubens, o semeador”? Os alunos do 2º ano do Colégio Santa Maria iniciaram o ano embarcando nessa história. E sabe o que aconteceu? A partir da história da infância de Rubens Matuck, que se encantou ao ver uma alameda pela primeira vez, um novo projeto surgiu na sala de aula.

Assim como Rubens, nossos alunos transformaram o olhar. Passaram a apreciar as árvores, as flores e as plantas do jardim da escola. Com tanto encantamento aflorando, o jardineiro Jurandir atenciosamente nos acompanhou em um passeio pelos jardins e bosque do Colégio, para apresentar algumas espécies que ele cuida com muita dedicação e carinho. Nossos alunos tiveram a oportunidade de conhecer a quaresmeira, o açoita-cavalo, araucária, pau-balsa, jacarandá mimoso, paineira, urucum, entre outras. Algumas dessas árvores foram citadas no livro e, desse modo, as crianças ficaram entusiasmadas quando relacionaram o que estavam vendo com o que já tinham lido e visto na história.

Mas o projeto não parou por aí. Seguiu além, permeando outras áreas do conhecimento, tornando-se interdisciplinar. Nas aulas de Matemática, os alunos observaram as folhas e investigaram os diversos tipos de padrões. Em Artes puderam perceber a diversidade de cores, texturas e formas. Nas aulas de Informática, em parceria com Língua Portuguesa e Ciências Humanas, os alunos com o tablet, fotografaram algumas árvores, criaram legendas e puderam perceber as mudanças e permanências que aconteceram ao longo do tempo.

Para complementar o estudo, as turmas foram ao Parque Ibirapuera conhecer o Viveiro Manequinho Lopes. Lá, participaram do programa Aventura Ambiental, onde, por meio de dinâmicas interativas com o ambiente, conheceram um pouco da história do parque, da Mata Atlântica e curiosidades sobre a biodiversidade. Também ampliaram seu repertório conhecendo outras espécies de plantas de jardins e árvores nativas. Foi um estudo do meio repleto de descobertas. Ao retornar à escola, compartilharam e registraram suas aprendizagens.

“Eu aprendi que tem uma árvore chamada eucalipto que “bebe” mais de 200 litros de água por dia” – Rafaela Santos Andrade, 2º ano F

“Eu aprendi que o saquinho onde vêm as mudas tem furinhos, por isso colocam plástico embaixo deles. Aí a raiz não prende na terra” – Manuela Salles, 2º ano F.

“Você sabe por que a árvore ceboleiro tem esse nome? Por causa do tronco que é em camadas” – Alice Frontini, 2º ano F.

Como produto do projeto, os alunos plantaram girassóis e diariamente observam o seu desenvolvimento, além de cuidar deles com muito carinho, responsabilidade e dedicação.

Tendências: