Aprendizagem em diferentes linguagens

Aprendizagem em diferentes linguagens

Colégio Santa Maria

01 Novembro 2018 | 07h30

Autoria: Professora Luciana Morita

 

Au, au, au, hi-ho, hi-ho, miau, miau, miau, cocorocó….

Todos nós ouvimos em nossa infância essa melodia de quatro simpáticos animais. A peça teatral “Os Saltimbancos” encanta gerações e eterniza uma história singela que trata da amizade e da coragem de quatro amigos que se encontram em uma jornada para transformar suas vidas em busca de liberdade. Trata-se de uma obra inspirada no conto “Os Músicos de Bremen”.

Foi justamente na leitura de um reconto criado por Ruth Rocha através da linguagem poética, que a equipe do 2º ano do Fundamental I do Santa Maria criou um projeto que envolveu os alunos e os professores de Música, Arte e Língua Portuguesa. O trabalho proporcionou o desenvolvimento da linguagem oral e corporal, utilizando o canto, a expressão cênica e a dança.

O público pôde conferir o resultado em uma bela apresentação, que trouxe encantamento e satisfação, mostrando que as aprendizagens foram muito significativas.

O coral dos alunos cantando “Ao meu lado há um amigo que é preciso proteger… Todos juntos somos fortes, não há nada pra temer!”  emocionou a plateia formada pelas famílias e convidados.

“Eu aprendi com a história dos Saltimbancos que a música é muito importante para a gente e para os animais. A música ajudou os animais da história a terem uma nova vida, mais feliz e cheia de amigos” – Mariana Lobo Gonçalves, 8 anos

“Mesmo não gostando de uma pessoa, tem que aprender a ser amigo dela, tem que respeitar e ser gentil, igual os animais dos Saltimbancos. Nós aprendemos a encenar e foi muito legal preparar esse musical para apresentarmos a história para nossas famílias. Eu adorei!” – Laura Voos de Matos, 8 anos

“Eu aprendi o que é fazer uma dramatização com a apresentação dos Saltimbancos. Você sempre tem que fazer os gestos e não esquecer de olhar para a plateia. Fiquei com um pouco de vergonha, mas eu gostei da experiência de ser o cachorro da história” – Vitor Viola Liao, 8 anos