Aprendendo com a natureza

Aprendendo com a natureza

COLÉGIO SANTA MARIA

28 de setembro de 2021 | 06h00

Autoria: Veronice Leal

As abelhas são ótimos exemplos de cooperação e disciplina, mostrando que o bem comum deve ser prioridade. Essa analogia foi dada na aula de Ensino Religioso com o tema “Servos de Deus” no 5º ano do Ensino Fundamental do Colégio Santa Maria.

A abelha carrega diversos significados dentro do cristianismo, como a representação do bem e do mal, pela produção do mel e uso do seu ferrão, respectivamente. Também simboliza Jesus Cristo por conta da sua doçura e misericórdia ao gerar o alimento, além da justiça associada ao ferrão. As abelhas, enfim, são a representação dos servos de Deus, leais e zelosos.

Após refletirmos sobre os ensinamentos de Jesus, que o amor é a melhor resposta em qualquer situação, lemos na bíblia em Jo 4, 1 -8: “Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”. “E a quem devemos amar? Só aos nossos pais, amigos, família?”, questionaram as professoras. A resposta está novamente no evangelho de João: “Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus” (Jo 4, 7).

Jesus Cristo deu um exemplo perfeito de bondade e amor. Foi o que vimos através das leituras bíblicas e nas aulas de ER, como os alunos falam. Mas, o mais importante são as atitudes, que devem ser coerentes com o maior dos mandamentos: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (Jo 15:12).

Para nos lembrar todas as manhãs que, quando Jesus Cristo viveu na Terra, nos ensinou a amar ao próximo e nos mostrou como fazer isso por meio de atos, construímos a “colmeia do amor”. Os alunos do 5º ano pesquisaram imagens que demonstrassem o amor e a misericórdia de Jesus, que foram coladas em favos juntamente com uma frase elaborada por eles. Por fim, organizaram um mural com todos os favos, de cima para baixo, tal qual realizam os insetos sociais.

O entusiasmo e a criatividade dos alunos só não se sobressaíram à mensagem diária que recebemos ao adentrar a sala de aula: “Fazer o bem, faz bem!”. Jesus está conosco e nos mostra continuamente como amar ao próximo. Eis a tarefa, que concretamente se apresenta para nós, seja em um mural, seja na vida e que, mais do que lembrada, jamais deve ser esquecida. Parabéns, alunos!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.