A diferença que faz ter onde se apoiar em momentos de incerteza

Colégio Santa Maria

19 de junho de 2020 | 07h30

Autoria – Maurício de Albuquerque Leite

 

Estamos planejando nosso retorno gradual às atividades presenciais do Ensino Médio do Colégio Santa Maria, assim como tantas outras escolas no estado de São Paulo. Entre várias incertezas, podemos afirmar que essa retomada será um processo cauteloso e complexo. No entanto, nos meses em que estivemos isolados socialmente, longe de tudo o que conhecemos como Escola, algo muito importante foi construído e não pode ser deixado para trás.

A obrigatoriedade do isolamento social, imposta pelo governo estadual desde março, causou muitos transtornos a toda a população. Do dia para a noite – sem exagero algum –  tivemos que adentrar um terreno árido de aplicativos, plataformas virtuais, com ajustes e configurações complexas e abstratas. Passamos a usar termos como upload e download, síncrono e assíncrono, online e offline, entre muitos outros.

Após três meses de Ensino Emergencial à Distância, a equipe pode olhar para trás e contemplar a longa caminhada que nos trouxe até aqui. Ao longo dessa quase centena de dias, professores, auxiliares, orientadoras e diretores uniram forças para lidar com situações inteiramente inéditas. Famílias precisaram de muito apoio, jovens alunos sentiram-se totalmente perdidos diante dos prazos de atividades variadas, dificuldades de acesso precisaram ser solucionadas. Para que todas estas urgentes demandas fossem minimamente atendidas, os membros da equipe docente tiveram que contar uns com os outros, confessar seus medos, olhar nos olhos das suas maiores inseguranças e compartilhar soluções. Foi frustrante e apavorante a imensurável incerteza de cada passo dado, mas a base necessária para construir as soluções estava bem construída.

Toda a parafernália tecnológica que se impôs entre nosso Colégio e as famílias como solução para o isolamento compulsório evidenciou tudo o que faz da Escola algo indispensável. A tecnologia nos fez voltar a pensar no aluno com suas dificuldades mais individuais. Por mais surpreendente que possa parecer, as aulas à distância trouxeram para mais perto do professor aqueles alunos que preferem se sentar no fundo da sala, torcendo para passar a aula inteira camuflados. Para isso acontecer efetivamente, nosso projeto pedagógico e nossa missão junto à comunidade educativa fez a diferença.

Se não houvesse a longa e árdua construção de um Projeto Político Pedagógico, voltado para um ensino de excelência que envolve todos os níveis do Santa Maria, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, o sucesso do Ensino Emergencial a Distância não teria se concretizado.

O desafio ainda será muito grande, mas muitas pontes foram construídas. Estamos enfrentando uma crise institucional jamais vista, mas há uma oportunidade de sairmos dela melhores, pois temos uma base muito sólida e sabemos onde queremos chegar. O nosso sucesso ao longo dos últimos três meses é uma prova irrefutável disso.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio Santa Maria

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: