Férias escolares: um tempo importante na vida das crianças

Férias escolares: um tempo importante na vida das crianças

COLÉGIO SANTA MARIA

28 Junho 2018 | 08h12

Autoria: Eliane Lima

 

Os gregos antigos possuíam três conceitos  para representar o tempo: khrónoskairós e aíôn”

 

Acredito que antes de falarmos a respeito da importância das férias na vida das crianças, primeiro devemos pensar nos ritmos, tempos e processos de conquista. Durante um semestre inteiro, as crianças da Educação Infantil do Santa Maria vivem no tempo Aíôn (tempo sagrado e eterno/ mitologia grega), tempo em que mergulham nas experiências com curiosidade, inspiração e desejo de pesquisa. Vivem dias intensos de transpiração, trabalho e descobertas; imersas em seus projetos (pesquisas) procuram respostas para seus “por quês” e “para quês”.

Sedentas de interesses e propósitos, saem a campo num intenso movimento de investigação; constroem sentidos que se conectam com o outro e com os campos de experiências, objetos de aprendizagem e direitos.

Num ritmo próprio e num tempo de desejo, não se cansam de experimentar e procurar; num processo constante de busca por respostas, de soluções para os problemas, fundam andaimes sólidos para aprendizagem efetiva e afetiva. Questionadoras, interessadas e sensíveis, assumem responsabilidades, aplicam seus saberes em diferentes momentos e situações, revelam o quanto as experiências significativamente processadas se transformam em conhecimentos.

 

Por isso, o tempo das férias, o tempo Kairós (período indeterminado em que algo especial acontece) deve ser também um momento de pausa, descanso e recolhimento, tempo das crianças processarem outros universos de “por quês”, de ressignificarem experiências escolares em contextos familiares, brincantes e naturais.

Momentos de compartilharem histórias vividas na escola com tempo e rotina flexíveis, sem o olhar severo de Chrónos (horário da rotina, da família, dos compromissos), que nos avisa a hora de acordar, ir à escola, brincar, lanchar, desenvolver atividades. Enfim, relógio que pode se “atrasar” ou “adiantar”, afinal, nas férias temos o tempo de viver o tempo da retomada e restauração; tempo de somar experiências que brotam das relações vividas e compartilhadas.

  Portanto, boas férias! Que no retorno os tempos, ritmos e conquistas de cada um preencham com encantamento os espaços livres e férteis do reinício,  do reencontro e de novos “por quês” e “para quês”.

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa Maria